scorecardresearch ghost pixel



Desabastecimento de diesel na Argentina deixa Brasil em estado de alerta

Postos espalhados pelo país disseram que as distribuidoras já estão fazendo cortes de pelo menos 20% nos pedidos do produto.



A escassez de diesel na Argentina tem aumentado a preocupação de desabastecimento no Brasil. Informações de fontes da área de distribuição de combustíveis dizem que o setor está em estado de “alerta”.

Leia mais: Greve dos caminhoneiros pode acontecer após o aumento da gasolina e do diesel?

Postos pelo país disseram que as distribuidoras estão fazendo cortes de pelo menos 20% nos pedidos do produto. Atualmente, a maior preocupação de desabastecimento está nos lugares considerados “ponta de logística”, a exemplo, as regiões Nordeste, Norte e demais municípios do interior do país.

Além disso, outro indício que gera apreensão está relacionado com o reforço dos estoques das grandes distribuidoras, que antes era sete dias, porém, agora passou a ser nove. Previsões apontam que a situação de abastecimento no Brasil piore nas próximas semanas.



Fatores que podem piorar a importação de combustíveis

A piora na importação de combustíveis pode acontecer com o início do escoamento da safra agrícola no país, bem como o início do verão do Hemisfério Norte, quando os países passam a ampliar os estoques e assim reduzindo a oferta global.

Também é importante destacar que o Brasil não produz tudo o que consome, o que também acaba prejudicando na hora de importar combustível. O preço praticado fica sendo então o da Petrobras que, apesar dos reajustes, ainda continua sendo menor em comparação aos importados.

Ao ser questionada sobre a possível falta de combustíveis, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) declarou que está monitorando constantemente a situação. Segundo o órgão, o abastecimento atualmente ocorre com regularidade por todo o país.




Voltar ao topo

Deixe um comentário