scorecardresearch ghost pixel



Quem investiu na Eletrobras com o FGTS vê ações renderem quase 6%

Trabalhadores já tiveram ganhos em rentabilidade em duas semanas. Atualmente, remuneração anual do fundo é de apenas 3%.



A Eletrobras é considerada a maior companhia de energia elétrica da América Latina. Somente 15 dias após a oferta de ações para o processo de privatização, ocorrido no último dia 9 de junho, a empresa viu seus papéis se valorizarem quase 6%.

Leia mais: Lucro do FGTS: R$ 12 bilhões serão distribuídos. Veja quem recebe

O processo de privatização da Eletrobras fixou o preço de cada ação em R$ 42 e movimentou cerca de R$ 33,7 bilhões. Na última sexta-feira, 24, os ativos da empresa apresentaram alta de 5,67%, sendo negociados no dia a R$ 44,38.

Melhor rendimento do FGTS

Nas duas primeiras sessões de oferta, em que foram realizados dez pregões na Bolsa brasileira, as ações da companhia tiveram queda, chegando a bater na casa dos R$ 40 no dia 23 de junho. Porém, houve a recuperação e o aumento de quase 6% logo em seguida.



Nesse sentido, os brasileiros que utilizaram os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), por exemplo, já tiveram ganhos em rentabilidade nestas duas semanas, pois a remuneração anual do fundo é de apenas 3%.

Privatização da Eletrobras

A compra de papéis da Eletrobras com o FGTS contou com a adesão de 350 mil trabalhadores. Em razão da alta procura, o teto definido para o uso dos recursos superou os 50%, permitindo que apenas 66,8% do valor indicado fosse direcionado efetivamente para a compra de ações.

O processo de privatização da companhia energética é considerado um dos maiores em todo o mundo este ano, ao movimentar R$ 33,7 bilhões. Para se ter uma ideia, a operação é a principal na Bolsa desde a capitalização da Petrobras, que chegou a movimentar R$ 100 bilhões em 2012.




Voltar ao topo

Deixe um comentário