scorecardresearch ghost pixel



Seu INSS pode ser suspenso se você descumprir ESTAS regras

Entenda os motivos que podem levar à suspensão de algum benefícios da autarquia e o que fazer caso isso aconteça.



O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) possui aproximadamente 36 milhões de aposentados e pensionistas sob sua jurisdição. Desse total, cerca de 24 milhões recebem o piso previdenciário no valor de um salário mínimo, hoje em R$ 1.212. Os demais têm acesso a valores que podem chegar até o teto dos benefícios, atualmente em R$ 7.087,22. Mas sabia que é possível ter o INSS suspenso e o pagamento interrompido? Entenda o risco.

Leia mais: INSS: Pagamento do 14º salário volta a caminhar na Câmara dos Deputados

Suspensão de benefícios do INSS

Atualmente, existem diversos motivos que causam a interrupção de pagamentos da autarquia. Portanto, é comum que muita gente tenha o benefício do INSS suspenso em 2022. Dados oficiais do instituto mostram que em 2021 foram cessados 5,2 milhões de pagamentos.



Portanto, a dica é ficar atento às principais causas de bloqueio e cancelamento dos pagamentos e assim evitar constrangimentos. Confira a seguir algumas situações que implicam na interrupção do INSS de forma automática.

Razões que levam à suspensão de benefícios do INSS

Para não ter o benefício cancelado, os segurados do INSS devem se atentar aos motivos que fazem benefícios do INSS ser suspenso:

  • Deixar as informações do Cadastro Único desatualizadas, no caso do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Ausentar-se em um programa de reabilitação profissional;
  • Não comparecer na perícia médica agendada (e não apresentar justificava);
  • Não sacar o benefício dentro do prazo de 60 dias;
  • Continuar exercendo atividade em alto nível de periculosidade ou insalubridade (em caso de aposentadoria especial);
  • Cometer fraude.


INSS suspenso: O que fazer?

Aqueles que tiveram o benefício do INSS suspenso não devem se desesperar. Isso porque dá para reverter a situação em boa parte dos casos. Uma dica é entrar em contato com algum canal de atendimento da autarquia. Um deles é o número 135.

Mas também existem outros meios digitais para solucionar esse impasse, neste caso o site ou aplicativo Meu INSS. Lembrando que a suspensão é uma medida provisória, ao contrário de quando acontece o cancelamento de benefício do INSS.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário