scorecardresearch ghost pixel



Mudança da Netflix desagrada brasileiros que não querem pagar a mais

O mercado de streaming tem muita concorrência no país, então as plataformas precisam ter cuidado ao implantar qualquer alteração envolvendo o valor dos pacotes de assinatura.



Os testes envolvendo o novo modelo de cobrança da Netflix foram feitos no Chile, Peru e Costa Rica, resultando em polêmicas. A escolha dos lugares levou em conta as regiões com o menor número de assinantes. Contudo, a indignação pela falta de clareza das novas regras tomaram conta das redes sociais e blogs na internet, preocupando os brasileiros. 

Veja também: Conheça os 10 filmes mais bem avaliados produzidos originalmente pela Netflix

De acordo com um levantamento da Similarweb, a empresa perdeu pelo menos 25% do mercado. Enquanto isso, marcas como a Amazon Prime aproveitam essa evasão de clientes, ofertando preços acessíveis. A divisão de contas gerando uma taxa extra não agradou ninguém. Essa abordagem fazia com que usuários da mesma moradia pagassem a cada usuário de uma mesma conta. 



Em muitos países a decisão de aumentar o valor a cada assinante tem recebido críticas nas redes sociais 

Portanto, todo indivíduo que acessasse teria que investir não apenas parte do dinheiro, e sim um acréscimo. A justificativa utilizada pelos responsáveis está ligada ao crescimento do portfólio com produções originais. Dessa forma, os produtores precisavam elevar o orçamento, buscando concluir temporadas e ofertar filmes e séries exclusivos da plataforma. 

No Brasil, já existe uma crítica circulando na internet, vinculada ao aumento dos preços nos últimos anos. Essa insatisfação por conta da Netflix, provavelmente vai servir para que o diretor repense a sua estratégia. O desgaste em relação à credibilidade pode ser difícil de ser recuperado, porém, buscar garantir uma outra experiência é o mínimo até que o prejuízo não seja pior. 




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário