O que é Política Monetária?

É a política que controla a quantidade de dinheiro que circula em um país. Assim, se busca um equilíbrio ao alternar a oferta de moeda e determinando as taxas de juros. Saiba quais são os tipos de políticas monetárias e como o método é colocado em prática no Brasil.

A política econômica que controla a quantidade de dinheiro em circulação, das taxas de juros e do crédito de um país é chamada de Política Monetária.

O conceito é colocado em prática por meio de uma autoridade monetária, que neste caso é o Banco Central. Ele precisa buscar o equilíbrio alternando a oferta de moeda e determina as taxas de juros. O que pode ser feito estimulando ou reduzindo a economia.

Assim sendo, a oferta de moeda acontece a partir da liquidez de ativos. Ou seja, onde os bens e serviços são oferecidos e trocados por dinheiro. Por este motivo, eles são sempre maiores quando a economia está mais saudável.

Portanto, a liquidez da economia é maior quando o PIB cresce e menor quando ele diminui. Por conta disso, o governo controla a oferta de moeda. Buscando, dessa maneira, equilibrar os diferentes cenários. Diferenciando-se em política expansionistas e contracionistas.

Políticas Monetárias: tipos

Há dois formatos de políticas monetárias: a política monetária expansionista e a política monetária contracionista.

Política monetária expansionista 

Neste formato, o Banco Central aumenta a oferta de moeda ao país. Ao mesmo tempo, a instituição financeira diminui as taxas de juros. O intuito com estas ações é de fazer com que a economia cresça e o consumo seja expandido.

Dessa forma, quando isso acontece se tem um aumento da demanda de bens e serviços e as taxas de juros ficam mais baixas. Por este motivo, contraem mais empréstimos para atender a procura. Logo, pode haver um aumento da inflação quando a oferta não é toda atendida e os preços aumentam.

A vantagem da política expansionista é a expansão da economia. No entanto, sua desvantagem é o fato de manter o país sujeito à inflação.

Política monetária contracionista 

A política monetária contracionista é o inverso da anterior. Ela é realizada quando o PIB e o consumo dentro de uma economia diminuem.

Portanto, o Banco Central aumenta a taxa de juros. Ação que é feita quando a moeda dentro do fluxo econômico é reduzida. Fator que faz com que a inflação seja reduzida em decorrência da demanda.

Política Monetária Brasileira

O Banco Central (BACEN) é quem executa as políticas monetárias no Brasil. Já o Conselho Monetário Nacional é o responsável por normalizá-la. Enquanto o Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM) controla suas taxas de juros.

Dessa forma, por meio do COPOM, o governo e o Banco Central determinam quais são as metas de controle da inflação. Assim sendo, as políticas expansionistas ou contracionistas são executadas, dependendo de como a economia brasileira se comporta.

O governo brasileiro passou a ter, mais do que já tinha, política de controle de inflação, a partir da implantação do Real como moeda. Antes a inflação brasileira era uma das maiores do mundo.

Saiba também o que é Política Cambial e o que é Política Fiscal.

O que é Política Monetária?
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário