Como se sair bem em uma dinâmica de grupo?

Saiba qual é a importância das dinâmicas de grupo na hora de conseguir um emprego, e aprenda como se comportar no momento das atividades

A dinâmica de grupo é uma ferramenta muito utilizada para analisar se candidato tem o perfil que uma determinada empresa procura.

É comum chegar para uma entrevista de emprego e deparar-se com atividades coletivas. Geralmente essas práticas contam com no mínimo seis pessoas.

A ideia é observar o perfil que elas tem e em seguida ver se existirá alguma contradição ou não. Sem contar que também é necessário analisar se o candidato é proativo, arrojado, corajoso, além de outras séries de qualidades relevantes.

Por isso, ao saber da importância dessa prática, é bom estar preparado para qualquer situação e saber como se sair em uma dinâmica de grupo pode ser meio caminho andado na hora de conseguir um emprego.

Quais os passos para se sair bem em uma dinâmica de grupo?

Apesar de cada empresa ter um jeito próprio de fazer as atividades coletivas, há cinco dicas que podem ser seguidas, independente da dinâmica.

Conhecer todo o processo

Normalmente, as dinâmicas em grupo seguem um roteiro e conhecê-lo pode fazer com que a pessoa não seja pega de surpresa.

Abertura

Nesta etapa são feitos os cumprimentos e o facilitador irá se apresentar, falando sobre a empresa e a vaga. Depois é explicado como acontecerá a dinâmica e também o tempo de duração.

Apresentação dos candidatos

A primeira participação direta  dos candidatos é feita nessa parte.Nesse momento é preciso falar um pouco sobre si.

Aquecimento

O objetivo do aquecimento é fazer com que todos fiquem mais à vontade. Para isso,o momento do “quebra-gelo” terá movimentos ou brincadeiras que possam deixar as pessoas o  mais naturais e espontâneas possíveis.

Atividade principal

Podendo ser uma das principais partes da dinâmica, esse instante tem como função analisar as competências da cada candidato. Por isso, esse é o momento em que é observado se a pessoa se adequa ao cargo ou não.

Portanto, para que os facilitadores possam avaliar, podem ser utilizados diferentes métodos como debates, desafios ou outras atividades que sejam adequadas ao momento.

Avaliação

Para algumas empresas, não basta fazer as atividades. Alguns lugares presam pelo pensamento crítico e podem pedir uma reflexão sobre o que foi realizado.

Nessa parte da dinâmica, é a chance do candidato confirmar aquilo que fez na atividade principal, ou, se não tive ido muito bem na etapa anterior, é o momento de mudar a impressão passada.

Os avaliadores vão fazer questionamentos. Por exemplo,  como os candidatos se sentiram na hora da atividade e como a pessoa avalia o resto do grupo na dinâmica. Dessa forma, um esforço a mais nesse momento é primordial para a tomada de decisão de quem está selecionando.

Encerramento

O facilitador vai questionar se há alguma dúvida e depois deverá despedir-se de todos e informar quais são os próximos passos a ser seguido.

Se informe  sobre a empresa

Demonstrar interesse pelo local em que ser trabalhar é primordial.  Desa forma, buscar informações sobre a empresa e os recrutadores é importante para que o candidato já vá para a entrevista com a plena noção do que esperar.

Por isso, buscar o que a empresa almeja, quais valores emprega e qual é a missão daquele local torna o candidato mais preparado para possíveis questionamentos.

Seja você mesmo

É essencial que você mantenha sua personalidade original. Por isso, não crie um personagem. As empresas, geralmente, não buscam um perfil único. Cada vaga vai exigir alguma característica específica.

Desse modo, alguns cargos vão exigir maior capacidade de comunicação, enquanto que para outros a concentração é muito mais importante.

Por isso, não forçar um comportamento é primordial. A autenticidade é fator determinante, já que não tem como o candidato saber qual é o perfil buscado pela empresa.

Respeite o grupo

A dinâmica de grupo exige que o candidato tenha alguns cuidados e a dica principal é ser sempre ponderado. A pessoa tem que saber a medida entre ser autêntico e não tentar aparecer mais que os outros.

A dinâmica de grupo exige coletividade, portanto saber conversar de forma argumentativa e inteligente, sem atropelar os outros, é o melhor caminho.

Trabalhe o excesso de timidez

Assim como no tópico anterior, o candidato tem que saber qual é a linha tênue entre seguir a própria personalidade e ser tímido demais.

Para que a empresa possa conhecer a pessoa é preciso que ela fale na hora das dinâmicas. Por mais que seja complicado para quem sofre com a timidez, se expressar, mesmo que de forma breve, é fundamental.

Sabendo proferir uma fala, mesmo curta, que toque no ponto certo, pode ser exatamente o que os contrantes estão procurando.

Como se sair bem em uma dinâmica de grupo?
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário