Empowerment nas empresas

Saiba como funciona o método de empoderamento que descentraliza o poder e dá mais responsabilidade aos colaboradores dentro das empresas

Empowerment é um termo em inglês que traduzido para o português significa “empoderamento”.

Esse conceito quer dizer que, dentro de uma organização, ao invés de concentrar poder somente ao chefe,  distribui-se as delegações e responsabilidades entre os funcionários.

Funcionamento

A característica principal do empowerment é dar ao funcionário  uma maior autonomia  no processo decisório dentro da empresa.

Dessa forma, ao fazer com que o poder não fique centralizado e  empoderando o trabalhador , a organização tem uma relação maior de troca  com o colaborador.

Esse novo método de gerir faz o caminho inverso ao formato clássico de gestão. O empowerment ao invés de trabalhar com hierarquização dentro da empresa, reconhece as competências do empregado.

Assim sendo,  funcionário não está ali apenas para cumprir ordens, ao contrário, o órgão o insere na gestão da empresa. Portanto, ele participa das decisões de forma direta, tendo espaço para questionar os métodos que estão sendo aplicados.

Além disso, o colaborador tem voz ativa para definir novos objetivos da organização. No entanto, uma funcionário que recebe essas delegações tem suas responsabilidades aumentadas consideravelmente.

Aplicação

Antes de aplicar o empowerment com qualidade, é necessário incentivar uma postura proativa dos colaboradores. Por isso, além de falar  em autonomia, é preciso criar também um ambiente que passe confiança aos funcionários.

Dessa forma, outro ponto essencial é uma boa comunicação interna. Para que esse formato de gestão funcione é preciso um que as informações circulem de forma nítida e objetiva. Esses pontos vão servir de base para que os colaboradores possam tomar as decisões corretas.

Vantagens

  • Aumento da motivação dos colaboradores, que sentem-se muito mais valorizados;
  • Mais incentivo ao surgimento de líderes novos;
  • Maior flexibilidade, agilidade e eficácia nos processos referentes às tomadas de decisão.

É essencial que exista um trabalho para que essas vantagens funcionem de maneira contínua.  Portanto, para empresas que querem sair à frente, vale reconhecer os benefícios desse método.

Dificuldades

Há alguns pontos que dificultam a implementação do empowerment. O primeiro deles é fato do método demandar um tempo, que nem sempre as empresas estão dispostas a esperar.

Além disso, o empoderamento implica em custos extras para a empresa. Isso se dá pelo fato de a organização precisar investir na qualificação dos funcionários.

Outro fato negativo pode acontecer no momento de delegar as funções. Caso o funcionário não receba um salário para aquela nova tarefa, eles podem sentir que estão apenas acumulando funções, ao invés de serem valorizados.

O empowerment, quando aplicado corretamente, traz muito mais benefícios às empresas, do que os  modelos hierárquicos.

No entanto, esse método ainda é pouco aplicado em decorrência do temor que  os gestores tem em perder autoridade e poder dentro do órgão, caso esse formato de descentralização seja adotado.

História

No início do século XX, a Administração Científica, também chamada de Taylorismo, surgiu e já se consagrou. O modelo foi criado pelo engenheiro estadunidense Frederick Taylor e o foco maior era na divisão de tarefas.

Nesse método, o trabalhador precisava executar uma função que lhe foi destinada, de forma bastante mecanizada. Não existia espaço para pensar já que a  ideia era conseguir uma espécie de “linha de produção”.

No entanto, no começo da década de 1970, o empowerment começou a ganhar algum tipo de popularidade. A origem se deu no campo das ciências sociais e também tinha relação com os grupos considerados minorias.

Estão inclusos nesse grupo o movimento negro e o feminismo, por exemplo. Dessa forma, com um maior empoderamento  era possível reivindicar direitos que eram violados.

Assim sendo, depois a gestão pegou parte desses questionamentos e foi adaptando para atender às suas necessidades organizacionais. Portanto, o empowerment passou a ser aplicado dentro das empresas.

Empowerment nas empresas
5 (100%) 1 vote
Voltar ao topo

Deixe um comentário