Gestão do Conhecimento

Aprenda como essa forma de gestão é aplicada dentro das organizações e quais são os objetivos estratégicos que ela almeja

A gestão do conhecimento é o método que capta, organiza, dissemina, pratica e protege o conhecimento que é relevante para uma organização.

Essa gestão compreende três pontos estratégicos. São eles: o capital intelectual, a experiência acumulada e as informações estratégicas.

Capital Intelectual

São as informações que cada funcionário tem individualmente. Elas são oriundas da formação e experiência de cada um.

Experiência acumulada

Engloba todo o conhecimento que está presente no processo, nos produtos, no serviços, sistemas e também nos documentos da organização.

Informações estratégicas

São os conhecimentos que a empresa vai adquirindo, principalmente informações externas que tem a ver com o ambiente em que o órgão atua.

Portanto, a meta da gestão de conhecimento é atuar como um instrumento de gerir  ou de filosofia organizacional, que estimule novos saberes.

Dessa forma, a ferramenta permitirá que todo o conhecimento adquirido pelo órgão transite na empresa, com o intuito de beneficiar a organização, melhorando os patamares de desempenho e inovação.

Assim sendo, a filosofia de gestão parte do princípio de que a empresa precisa disseminar o conhecimento que já possui. O pressuposto é que o órgão já possui todo o entendimento necessário, mas precisa dissipá-lo.

A troca entre funcionários e os departamentos é um método de gestão nas empresas, principalmente pelo fato de essa relação levar ao aumento do capital intelectual da organização.

Além disso, esse intercâmbio auxilia também no surgimento de novas ideias e na conquista de melhores resultados.

Transferência do conhecimento

A gestão busca um relação mútua entre colaboradores e corporação. Assim sendo, os funcionários precisam ter acesso ao conhecimento coletivo da organização, enquanto o órgão tem a obrigação de conhecer seus funcionários.

Deste modo, a empresa tem a noção do que o colaborador sabe individualmente e como aquele aspecto pode ser compartilhado com toda a equipe.

A meta, nesse caso, é chegar a uma aprendizagem organizacional. Assim, haverá um conhecimento coletivo e que responda as questões da empresa.

Como pode ser disseminado nas empresas?

A gestão do conhecimento é disseminada por alguns métodos específicos para alcançar os resultados almejados. Veja:

Socialização

É a experiência que o colaborador tem e, geralmente,  não é medido por ações e sim compartilhados através da observação, imitação e prática.

Externalização ou articulação

É a forma de modificar a experiência em uma forma de saber que pode ser compartilhado com toda a equipe.

Padronização ou síntese

Trata-se de uma organização do conhecimento explícito, ou seja, pode ser formal ou técnico. O objetivo é aplicar com mais facilidade dentro do dia-a-dia do trabalho.

Internalização

É uma aplicação eficiente da prática do conhecimento formal e técnico, que ocorre quando os funcionários usam esse saber em uma aula, para melhorar o seu desempenho.

Portanto, após apresentar os tópicos, foi possível perceber que existem muitas maneiras de conseguir aplicar a gestão do conhecimento dentro de uma organização. O importante é saber que dá para utilizar esse método em empresas pequenas, médias e grandes.

Assim sendo, é primordial que os gestores tenham consciência que colaborador precisa ser visto como um importante ativo para a empresa.

Gestão do Conhecimento
Avalie
Voltar ao topo

Deixe um comentário