Concurso PRF 2018: Mais bancas disputam a organização do certame!

Mais empresas entraram na concorrência junto às três anunciadas anteriormente, porém, os nomes ainda não foram revelados. Edital aguardado para junho.

Mais empresas entraram na disputa pela organização do concurso para provimento de vagas na Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF 2018). Quantas e quais são, ainda, não foi informado, porém, elas se juntam às três instituições já anunciadas.

De acordo com a corporação, após revelar que Cebraspe e Iades estavam entre as concorrentes, mais interessadas contactaram a comissão para o envio de propostas. O processo de escolha já está em andamento, mas, sua conclusão depende da portaria autorizativa, ainda, não publicada.

Até porque a autorização emitida pelo Planejamento confirmará o número de vagas ofertadas, informação que precisa constar no termo de contratação da banca organizadora. Mesmo assim, a PRF corre com os preparativos do concurso. O edital é aguardado para este mês e já está, praticamente, pronto.

Apostilas preparatórias: Policial Rodoviário FederalAgente Administrativo

Um fato que aumenta a expectativa pela liberação foi o registro de movimentações no processo que tramita junto ao Planejamento. Na última semana, o pedido com 500 vagas teve cinco andamentos entre a Divisão de Concursos Públicos e Coordenação Técnica. No último, passou para o status de restrito, procedimento habitual antes de autorizações dos maiores concursos.

O próprio diretor-geral da PRF, Renato Dias, comentou sobre os passos finais relacionados ao edital. Ele aproveitou para ratificar o certame para este ano, alertando para que os interessados intensificassem seus preparativos.

Concurso PRF 2018

Autorizado em fevereiro, o Concurso PRF 2018 ofertará 500 vagas para policial rodoviário federal. A carreira exige formação de nível superior em qualquer área com direito à remuneração inicial prevista de R$ 9.931,57.

A lotação dos aprovados poderá ser distribuída entre a sede da PRF em Brasília, 413 unidades operacionais, 150 delegacias, 27 superintendências regionais e mais de 550 unidades em todo o Brasil.

Enquanto aguarda pela portaria, a PRF aproveita para solicitar mais vagas. Para isso, a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) vem tentando negociar junto ao governo a liberação de mais oportunidades, alegando que as 500 anunciadas não são suficientes.

Até o momento, a resposta dada pelo Ministério do Planejamento é de que o futuro edital contará com as vagas já confirmadas.

Voltar ao topo

Deixe um comentário