Divulgado projeto básico do concurso IBGE para temporários

Edital de processo seletivo para contratação de temporários para Censo Experimental sairá até 9 de abril. Vagas para níveis fundamental e médio.

Importantes atualizações sobre o concurso para temporários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Depois da publicação do aval para 209 vagas, foi divulgado o projeto básico do certame.

A Folha Dirigida teve acesso ao documento, que funciona como uma espécie de espelho do edital. Ele contém as informações mais importante sobre o mesmo e é usado no processo de escolha da banca organizadora.

As primeiras fases do processo seletivo para contratação de servidores temporários, que vão atuar no Censo Experimenta, terão 2.459 vagas. Além das 209 já autorizadas, outras 2.250 devem receber aval nos próximos dias.

Sobre as oportunidades já liberadas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, todos os candidatos selecionados vão atuar no município de Poços de Caldas, Minas Gerais. Além disso, o projeto informa que os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas.

A seleção terá 180 vagas para recenseador, quatro para agente censitário municipal e 25 para agente censitário regional. Enquanto a escolaridade mínima exigida para a primeira é ensino fundamental, para as demais a exigência é de nível médio completo.

O tempo de contrato varia entre dois e seis meses, já os vencimentos serão de R$ 1.100,00 (recenseador), R$ 2.000,00 (agente censitário municipal) a R$ 2.400,00 (agente censitário supervisor). No entanto, a remuneração para recenseador é paga por produção, sendo o valor citado apenas uma estimativa.

O IBGE confirmou que o edital será publicado até 9 de abril, com previsão de aplicação das provas para o mês de junho.

Conforme  informações transmitidas pelo órgão, o Censo Experimental vai acontecer entre os meses de setembro e novembro. Entretanto, as contratações poderão ser feitas a partir de julho, segundo a portaria autorizativa.

Provas concurso Temporários IBGE

De acordo com o projeto básico, os candidatos serão avaliados por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório. Os exames serão aplicados no turno vespertino de um domingo, apenas na cidade de Poços de Caldas – MG.

Os participantes da seleção terão quatro horas para responder 60 questões de múltipla escolha para agentes censitários e 50 para recenseadores.

Recenseador

  • Matemática (15 questões);
  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Conhecimentos Técnicos (20 questões).

Agentes censitários 

  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Conhecimentos Técnicos (dez questões);
  • Raciocínio Lógico e Quantitativo (dez questões);
  • Noções e Administração e Situações Gerenciais ( 25 questões).

Aval para seleção com mais 2 mil vagas sairá em breve

Além das 209 vagas já autorizadas, o documento informa que o IBGE realizará outra seleção com mais 2.250 oportunidades para contratação por tempo determinado. As chances serão distribuídas entre 26 estados e o Distrito Federal.

A oferta do edital será de 1.450 vagas para coordenador censitário de subárea e outras 800 para agente censitário. A escolaridade mínima exigida para ambas é ensino médio completo.

Os profissionais serão contratados por 12 meses, com remunerações de R$ 4.800,00 e R$ 1.800,00, respectivamente.

Voltar ao topo

Deixe um comentário