MEI: Governo facilitará empréstimo para contratação de funcionários

O programa do Ministério da Economia é uma alternativa ao desemprego, como também uma forma de expansão de negócios para os Microempreendedores Individuais (MEI).

Segundo o diagnóstico da Secretaria de Políticas Públicas (SPPE), apenas 3% dos Microempreendedores Individuais (MEI) possuem funcionários contratados formalmente. A partir dessa realidade, com o intuito de gerar mais empregos no país como também de expandir os negócios em ascensão, o Ministério da Economia estuda facilitar crédito para que microempreendedores individuais contratem mais.

Partindo-se dos 8,8 milhões de microempreendedores presentes no Brasil, se o percentual aumentar para 10%, será possível criar 600 mil empregos no país em um prazo não determinado.

Facilitar empréstimo para MEI

O programa do Ministério da Economia tem como principal objetivo a geração de empregos no país. Para isso, a intenção é conceder empréstimos facilitados aos microempreendedores.

Assim, o governo avalia o papel das instituições financeiras nesse processo, tendo em vista seu grande acesso à dados, de modo que seja possível a redução das taxas de juros. Além de estimular a adesão ao cadastro positivo, a equipe econômica estuda outras alternativas para tornar essas informações mais acessíveis às instituições financeiras.

Além disso, atendendo a um pedido do SPPE, a Caixa Econômica Federal está reorganizando um programa que visa a oferta de microcrédito. Ademais, o governo pretende contar com o suporte do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para oferecer os treinamentos de empreendedores e funcionários, para assim estimular ainda mais a contratação.

Com capacitação e acesso aos financiamentos, a previsão é que os empreendedores expandam os negócios e contratem cada vez mais empregados.

Você também pode se interessar – MEI: Intensifique seu negócio com o Microcrédito Produtivo Orientado da Caixa

Voltar ao topo

Deixe um comentário