Concurso Receita Federal: Edital com 2.153 vagas deve sair em breve!

Autorização do certame está em análise no Ministério da Economia. Caso aberto, as vagas serão para as carreiras de auditor e analista. Remunerações chegam a R$ 20 mil.

O concurso da Receita Federal é um dos mais esperados pelos concurseiros do país. Apesar de não haver data específica para autorização do certame, é esperado que o Ministério da Economia não demore para liberar sua realização. Mesmo com a contenção de gastos, a reoxigenação da Receita é importante pois este órgão auxilia na administração tributária e não pode sofrer mais com o déficit de servidores.

A problemática da falta de funcionários no órgão pode representar aumento de sonegação de impostos e contrabando. Isso acontece devido, justamente, não haver pessoal o suficiente para operar essas atividades. Atualmente, a defasagem da instituição é superior a 21 mil funcionários.

A análise do concurso da Receita Federal já está sendo feita pelo Ministério da Economia. Caso aberto em 2020, o certame deverá oferecer 2.153 vagas para provimento do quadro de pessoal. Do total de oportunidades, 1.453 são para analista tributário e 700 para o cargo de auditor fiscal.

Confira também: Bolsonaro quer isenção de Imposto de Renda para quem ganha até 5 salários mínimos

Vagas concurso Receita Federal

A primeira carreira, de analista tributário, exige que o candidato tenha nível superior em qualquer área de formação. O curso e a instituição precisam ser reconhecimento pelo Ministério da Educação (MEC). O salário inicial desta função é de R$ 11.181,24, mais acréscimo de benefícios.

A segunda carreira da Receita Federal, para o cargo de auditor fiscal, é exigido que o aspirante a servidor tenha, também, ensino superior completo em qualquer curso de graduação. Sua formação precisa ser reconhecida pelo MEC. Neste caso, o salário inicial chega a R$ 20.123,53, mais o acréscimo de benefícios.

Último concurso

O último concurso da Receita Federal aconteceu em 2014 e ofereceu 278 vagas para o cargo de auditor fiscal. O certame atingiu 68.540 inscrito. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas. Na etapa de prova objetiva foram cobradas as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Espanhol ou Inglês;
  • Raciocínio Lógico-Quantitativo;
  • Administração Geral e Pública;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Tributário;
  • Auditoria;
  • Contabilidade Geral e Avançada;
  • Legislação Tributária;
  • Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Além do último edital, os interessados em entrar para a Receita podem estudar as provas de processos anteriores do órgão. Afinal, é por meio destas avaliações que o candidato tem uma maior noção das matérias e tipos de questões que são cobradas.

Receita Federal

A Secretaria da Receita Federal do Brasil é responsável por administrar tributos de competência da União. A sua jurisdição abrange, inclusive, incidentes sobre o comércio exterior, que detém significativas contribuições sociais do país. O órgão auxilia, ainda, o Poder Executivo federal na formulação da política tributária brasileira.

É papel da Receita também a atuação na prevenção e combate à sonegação fiscal, contrabando, descaminho, pirataria, fraude comercial, tráfico de drogas e de animais em extinção e diversos outros atos ilícitos relacionados ao comércio internacional.

A Receita fiscaliza contribuintes inadimplentes e aqueles que omitem seus patrimônios e/ou rendimentos que tenham o intuito de pagar menos tributos. Neste caso, é papel dos auditores fiscais investigar possíveis casos. Caso confirmada a sonegação ou não pagamento de tributos devidos, um auto de infração é lavrado determinando que o valor seja pago.

Confira também: Concursos Técnico-Administrativo 2020: Confira vagas em universidades federais com salário de até R$ 9,6 mil

Voltar ao topo

Deixe um comentário