FGTS de até R$ 998: Descubra como ter acesso pela Caixa em 2020

Pagamentos acontecem até o dia 31 de março. Valores variam de acordo com saldo em conta na data de 24 de julho de 2019.

Muitos brasileiros ainda não foram sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço ou FGTS em 2020. Isso acontece em razão do aumento para R$ 998 do limite para as retiradas.

Até meados de dezembro de 2019, o valor máximo permitido era de R$ 500, distribuído igualmente para todos os trabalhadores. Contudo, houve a liberação do saque adicional de mais R$ 498 pelo governo federal, totalizando R$ 998,00, valor do salário mínimo na época.

Dessa forma, muitas pessoas ainda podem sacar entre R$ 498,00, R$ 500,00 e R$ 998,00 este ano, a depender de quanto tinham em conta na data de 24 de julho de 2019. Segundo as regras, pode sacar:

  • Até R$ 500 quem tinha em conta na data de 24 de julho de 2019 valor superior a R$ 998,00 e que ainda não sacou;
  • Até 498 quem tinha em conta na data de 24 de julho de 2019 valor igual ou inferior a R$ 998,00 e que já sacou R$ 500,00;
  • Até R$ 998 quem tinha em conta na data de 24 de julho de 2019 valor igual ou inferior a R$ 998,00 e que ainda não sacou.

Os saques estarão disponíveis até a data de 31 de março de 2020. Ou seja, trabalhadores que ainda não resgataram o dinheiro devem ficar atentos quanto ao prazo de encerramento. 

Saque-aniversário: novidade para 2020

Começa em abril o calendário de pagamentos do saque-aniversário. A modalidade é uma das novidades do governo federal para o FGTS este ano.

O intuito é disponibilizar entre 5% e 50% do saldo das contas vinculadas todos os anos, com possibilidade de acréscimo de parcela adicional e sempre no mês de nascimento do trabalhador. 

Veja o calendário 2020:

Calendário Saque-Aniversário 2020

O modelo não é obrigatório, ou seja, o cidadão precisa demonstrar interesse e optar pela mudança. Aqueles que decidirem por não participar, continuarão na regra anterior, a de saque rescisão, com o recebimento do valor integral do Fundo mais multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.

Vale lembrar o saque-aniversário exige como tempo de carência dois anos e proíbe que o trabalhador tenha acesso às atribuições da modalidade de rescisão. 

Adesão

Quem se interessou pelo saque-aniversário pode optar pela adesão. A solicitação é feita através do site oficial da Caixa ou mesmo pelo aplicativo do FGTS para dispositivos Android e iOS. 

Também é possível realizar uma simulação, com a consulta do valor que receberia de acordo com o saldo daquele momento. O trabalhador pode ainda escolher o banco no qual ele deseja receber as parcelas, sem que haja cobrança extra por isso; obrigatório que ambas estejam no nome do titular. 

Para receber em 2020, os interessados precisam realizar ou ter realizado a mudança de modalidade até antes do fim do mês de nascimento. Caso contrário, o pagamento da primeira parcela acontecerá somente em 2021, também no mês de aniversário.

Leia ainda: Justiça ordena liberação de mais uma modalidade de saque do FGTS; Entenda!

Voltar ao topo

Deixe um comentário