Quem está pagando acordo de dívida no SPC/Serasa pode pedir crédito? Confira!

Após pagamento da primeira parcela de um acordo, a instituição é obrigada, em cinco dias úteis, a retirar o nome do consumidor do SPC e Serasa. Porém, para solicitar crédito, a dívida deve ser quitada.

No Brasil há 63,8 milhões de inadimplentes, de acordo com a apuração da Agência Brasil em novembro do ano passado. E é exatamente no momento de inadimplência, onde o consumidor mais solicita o crédito. Desse modo, para limpar o nome, é necessário que seja feito um acordo de renegociação da dívida.

Uma das dúvidas mais comuns entre os consumidores é se é possível a solicitação de crédito após pagamento da primeira parcela do acordo. A resposta é: depende. Após pagamento da primeira parcela, a instituição é obrigada, em um prazo de cinco dias úteis, apenas a retirar o nome do consumidor do SPC e Serasa.

O pedido normalmente é negado para solicitação de empréstimo, cartão de crédito ou, eventualmente, abertura de conta. Isso se dá porque o acordo de renegociação só termina quando está integralmente quitado. Aos olhos da instituição financeira, é como se a dívida ainda estivesse em atraso.

Concessão de crédito

Quando há a solicitação de um crédito (empréstimo ou cartão, por exemplo),a data da obtenção desse crédito é registrada no Banco Central. O sistema identifica se o consumidor atrasa ou deixa de pagar. Da mesma forma, é identificado quando o consumidor faz um acordo para negociar dívida perante o SPC e Serasa.

Ou seja, apenas não ter o “nome sujo” não é suficiente. As empresas também levam em consideração se há atrasos no pagamento das contas do dia a dia, a média salarial do consumidor e o tempo de emprego registrado em carteira, por exemplo.

Além disso, a concessão de crédito no Brasil varia de acordo com o cenário político e econômico do país. Logo, períodos de crise financeira podem influenciar na decisão das instituições financeiras a conceder ou não o crédito.

Empréstimo para negativado

A concessão de crédito para negativados é difícil, mas há exceções. Para quem não tem a sorte de ser aprovado, existe um empréstimo para negativados. Algumas possuem opções de crédito própria para aqueles que estão nessa situação.

Existem credoras especializadas em fornecer empréstimo pessoal para pessoas com restrição no nome. Porém, a liberação depende do valor do empréstimo e os juros são mais altos, já que o consumidor tem um histórico de não pagamento de contas.

No Serasa eCred há opções de crédito também para negativados. Por meio da Simplic  é possível encontrar empréstimos para os mais variados perfis de consumidores.

Leia mais: Banco Pan tem opção de cartão de crédito e empréstimo para negativados; sem consulta SPC e Serasa

Voltar ao topo

Deixe um comentário