Pagamento da 4ª parcela do auxílio de R$ 600 já tem data para começar; Veja quem recebe primeiro

Os beneficiários vão poder resgatar o dinheiro a partir do dia 20 de julho pela poupança social e também por meio de saque em espécie nas unidades da Caixa.

O pagamento do auxílio emergencial foi prorrogado em mais duas parcelas de R$ 600, dessa forma serão pagas a quarta e quinta parcelas do benefício. O calendário da quarta parcela já foi anunciado pelo governo federal para os inscritos no Bolsa Família.

O depósito será feito para estes beneficiários a partir do dia 20 de julho na poupança social digital e também já estará disponível para saque em espécie nas unidades da Caixa. A ordem de pagamento, como acontece atualmente, é de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS) dos beneficiários.

Calendário da 4ª parcela para os inscritos no Bolsa Família

  • NIS final 1 – 20 de julho
  • NIS final 2 – 21 de julho
  • NIS final 3 – 22 de julho
  • NIS final 4 – 23 de julho
  • NIS final 5 – 24 de julho
  • NIS final 6 – 27 de julho
  • NIS final 7 – 28 de julho
  • NIS final 8 – 29 de julho
  • NIS final 9 – 30 de julho
  • NIS final 0 – 31 de julho

Esse calendário é válido somente para os inscritos no Bolsa Família

Como será feito o pagamento?

Os pagamentos para os não inscritos no Bolsa Família podem acontecer de forma diferente do que para os outros grupos de beneficiários, como trabalhadores informais e microempreendedores individuais.

A proposta do governo é que o depósito quarta parcela seja distribuído em pequenas parcelas entre julho e agosto, para recém-aprovados.

A previsão é que ao final de julho saia uma parcela de R$ 500, logo no início de agosto terá uma de R$ 100, completando os R$ 600 da parcela.

Já a quinta parcela deve ser paga toda no mês de agosto, podendo ir até setembro, sendo R$ 300 no fim de agosto e mais R$ 300 logo após ainda no mesmo mês. Porém, as datas ainda não foram fechadas pelo governo.

Primeiro na poupança digital da Caixa

Como acontece com o calendário atual de pagamento das parcelas, o dinheiro será primeiro creditado na poupança social digital para quem não é inscrito no Bolsa Família.

Os aprovados poderão movimentar o benefício pelo aplicativo Caixa Tem, por lá   é possível pagar  contas, boletos, fazer compras online por meio de cartão virtual gerado no Caixa Tem, além de fazer compras em estabelecimentos presenciais via QR code, aceito em algumas maquininhas de cartão.

Veja também: Senado aprova prioridade para mulher chefe de família em auxílio emergencial de R$ 1.200

Voltar ao topo

Deixe um comentário