Bolsonaro bate recorde de popularidade com auxílio emergencial

Pesquisa do instituto Ideia Big Data aponta que o índice de aprovação do presidente ficou em 40%, a porcentagem mais alta deste ano.

O índice de popularidade do presidente Jair Bolsonaro bateu recorde, como aponta dados do instituto Ideia Big Data, divulgado no último sábado, 12. De acordo com a pesquisa, a aprovação do presidente ficou em 40%, a porcentagem mais alta em 2020.

Contudo, apesar da aprovação ter aumentado, a avaliação piorou. Muitos brasileiros que classificaram o governo como “ótimo” e “bom”, agora consideram “regular”. Entenda como funciona o levantamento.

Avaliação de aprovação

Na pesquisa do instituto Ideia Big Data, os entrevistados respondem se aprovam ou não o governo, e as opções de respostas são “sim” ou “não”. Quem responde “sim”, pode avaliar o governo como “ótimo”, “bom” ou “regular”. Já entre os que respondem “não”, há quem avalie como “regular”, “ruim” e “péssimo”. Por esse motivo, embora a aprovação tenha aumentado, a avaliação piorou.

Vale destacar que na primeira pesquisa, feita há duas semanas, quase todos que aprovavam o governo o avaliavam como “ótimo” ou “bom”. Contudo, o levantamento tinha sido feito antes do governo anunciar a redução do valor das parcelas do auxílio emergencial para R$ 300, e o aumento do valor da cesta básica.

Já na pesquisa divulgada no último sábado, 12, quase metade dos entrevistados consideraram o governo “regular”. A alteração do valor do auxílio, a inflação e o desemprego podem ter interferido na avaliação do presidente.

Leia também: Auxílio emergencial prorrogado em R$ 600? Oposição deseja manter valor

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário