scorecardresearch ghost pixel



Auxílio Brasil continuará sendo de R$ 400 a partir de janeiro?

Beneficiários levantam dúvidas sobre o futuro do novo programa de transferência de renda a partir de 2022.



Os pagamentos da segunda parcela do Auxílio Brasil terminam na próxima quinta-feira, 22, concluindo as liberações para todos os 14,5 milhões de beneficiários do programa. Nesta rodada, o governo federal cumpriu sua promessa de pagar o valor mínimo de R$ 400 por família.

Leia mais: Auxílio emergencial exclusivo é prorrogado até o fim de 2022

A dúvida agora é se essa quantia continuará sendo repassada a partir de janeiro de 2022. Os cidadãos querem saber se poderão seguir contando com o aumento, ou se devem se planejar de acordo com o valor pago até novembro.



De acordo com o Ministério da Cidadania, todos os beneficiários receberão pelo menos R$ 400 em janeiro. Esse reajuste até alguns dias ainda era incerto, mas se tornou possível após a aprovação da PEC dos Precatórios.

O texto, que foi tema de muita discussão no Congresso Nacional nas últimas semanas, libera espaço no Orçamento 2022 para novos gastos. Esses recursos serão usados no Auxílio Brasil, tanto para manter o valor atual, quando para incluir cerca de 2,4 milhões de novas famílias na folha de pagamento.



Benefício pode ultrapassar R$ 400?

A promessa do governo é pagar ao menos R$ 400 por beneficiário, mas isso não significa que esse é o teto do programa. Em alguns casos, a família recebe bem mais com o Auxílio Brasil, especialmente considerando a existência de benefícios variáveis dentro do programa.

O valor médio dos pagamentos atualmente é de R$ 408, segundo a pasta de Cidadania. No próximo ano, é esperado um aumento para R$ 415. Ou seja, muitos beneficiários recebem mais do que o mínimo.




Voltar ao topo

Deixe um comentário