scorecardresearch ghost pixel



Quando sai o retroativo do auxílio emergencial para pais solteiros?

Pais chefes de família monoparentais que não receberam parcelas dobradas podem ter direito aos valores retroativos.



As notícias de que o auxílio emergencial será prorrogado novamente não param de aparecer na mídia. Contudo, a única confirmação até o momento é de que o governo federal pode liberar um retroativo referente às parcelas dobradas que os pais solteiros não receberam.

Leia mais: PIS/Pasep 2022: Liberação do calendário, novo valor, consulta e mais

Quando o programa foi criado, as mães chefes de família monoparentais tiveram direito a duas cotas do benefício. Mas os pais que estavam na mesma situação não ganharam o auxílio em dobro, e o assunto voltou à tona agora.



O tema ressurgiu após o governo enviar um Projeto de Lei ao Congresso Nacional solicitando a liberação de um crédito extraordinário de R$ 1,8 milhão para quitar esses retroativos. A novidade criou esperanças no público, já que muitos ficaram sem renda após o encerramento do programa em outubro.

A má notícia é que o presidente Jair Bolsonaro solicitou aos parlamentares que não votem o projeto. Esse é um sinal de que o governo não pretende mais realizar os pagamentos com esse crédito extraordinário, embora isso não queira dizer que eles foram descartados.



PEC dos Precatórios

Trechos importantes da PEC dos Precatórios aprovados recentemente abriram espaço no Orçamento de 2022 para novos gastos. Além de realocar esses recursos no Auxílio Brasil, o Planalto deve aplicar parte dele no pagamento dos retroativos do auxílio emergencial.

Ainda não é possível dizer quando haverá uma definição sobre o tema, mas é quase certo de que isso só ocorrerá no próximo ano. Também é quase certo que não será aberto um período para inscrições, já que a seleção dos contemplados será feita por meio da base de dados do CadÚnico.




Voltar ao topo

Deixe um comentário