scorecardresearch ghost pixel



Preço da gasolina começa 2022 com ligeira queda

Um levantamento da ANP aponta ligeira queda no litro da gasolina na última semana. Mas, é bom preparar o bolso para novos aumentos.



Depois de constantes aumentos no preço dos combustíveis em 2021, o novo ano chega com ligeira queda no litro da gasolina. É o que apontou um levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Mas, os motoristas nem precisam se alegrar, já que o cenário aponta para mais alta nos preços nos próximos meses.

Leia mais: Combustíveis: Importadores alertam para risco de desabastecimento

A queda registrada pela ANP foi de R$ 0,08 em um mês. Mas, é difícil notar a diferença na economia já que os brasileiros vêm de um ano de aumento de mais de R$ 2,10 no acumulado do ano de 2021.



Queda na gasolina

É consenso entre os motoristas de que o litro do combustível precisa cair mais. Isso porque depois de tantos meses de aumento, a conta ainda não fecha. Muitos tiveram que criar estratégias para conseguir abastecer para atender as necessidades.

Por exemplo, se antes o motorista enchia o tanque, isso foi cada vez mais difícil em 2021. Porque o preço mudou tanto, até mais de uma vez numa mesma semana. Mesmo com a ligeira queda na gasolina apontada pela ANP, em algumas cidades o litro continua acima dos R$ 7,00.



Em Bagé, no Rio Grande do Sul, o litro da gasolina é encontrado entre R$ 6,99 a até R$ 7,29. Na mesma cidade o combustível já chegou a custar R$ 8,00.

A ligeira queda na gasolina é uma consequência da redução no preço do etanol. Já que parte da gasolina que vai para o tanque do carro vem da mistura com etanol.

Mas, segundo os especialistas, a tendência é que o litro do combustível volte a subir ao longo deste ano. Já que o preço depende do mercado externo e do dólar. O que preocupa também é que o preço dos combustíveis em alta afeta toda a cadeia, por conta do frete que fica mais caro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário