scorecardresearch ghost pixel



Seguro desemprego é possível depois de quanto tempo de trabalho?

Em casos de demissão sem justa causa, o trabalhador pode entrar com o pedido de seguro desemprego. Confira como solicitar.



O seguro desemprego é um dos benefícios criados para dar assistência aos trabalhadores que são demitidos sem justa causa. Hoje no Brasil, por conta do desemprego que ainda preocupa empresas e funcionários, ter conhecimento desse direito é ainda mais essencial.

Leia mais: Cadastre seu currículo: Mais 3.400 vagas de emprego na Randstad

Para ter direito ao seguro desemprego, além de ser demitido sem justa causa, o trabalhador não pode ter nenhuma outra renda que ajude no sustento da família. E nem tem direito quem já recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC), a não ser que seja o auxílio-acidente, suplementar ou abono de permanência de serviço.



Seguro desemprego

Para pedir o seguro desemprego, antes de tudo, o trabalhador precisa apresentar a carteira de trabalho e também o documento de requerimento do seguro-desemprego. Esse documento é fornecido pelos empregadores quando da demissão sem justa causa.

O seguro desemprego pode ser acessado pelo CTPS Digital. Outra opção é agendar o atendimento presencial para que seja feito o pedido do benefício.

Para ter direito ao seguro desemprego é preciso ter cumprido um tempo mínimo de trabalho, que é de pelo menos 12 meses antes da demissão. Esse prazo vale para a primeira solicitação do seguro desemprego.



Por outro lado, se já for a segunda solicitação, é necessário ter trabalhado por pelo menos 9 meses nos últimos 12 meses da data de demissão.

Da terceira solicitação adiante, a regra também muda. Assim, é preciso ter trabalhado por pelo menos seis meses seguidos para ter direito ao seguro desemprego.

Depois de feito o pedido, o trabalhador demitido pode acompanhar a solicitação por meio do portal do governo federal, que é o gov.br, ou também pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

Assim, por essas plataformas, você consegue conferir o valor, assim como a quantidade de parcelas e a data prevista para a liberação do benefício.




Voltar ao topo

Deixe um comentário