scorecardresearch ghost pixel



Conheça esses sintomas e descubra se você possui alergia alimentar

A alergia alimentar pode não ser muito fácil de diagnosticar, mas alguns sintomas podem ajudar quem desconfia sofrer disto. Conheça a seguir os principais sintomas da doença.



A alergia alimentar pode se manifestar de várias formas. Muitas vezes o diagnóstico acaba levando anos pela falta de contato da pessoa com o alimento ao qual é alérgica, ou até mesmo a alergia se desenvolve com o tempo, muitas vezes devido ao excesso de consumo de determinado alimento.

Veja também: Descubra como desintoxicar o fígado depois de exagerar na gordura e no álcool

O fato é que existem sintomas que podem te ajudar a descobrir se você possui alguma sensibilidade alimentar e é sobre isso que falaremos a seguir.

Intolerância alimentar é o mesmo que alergia alimentar?

Não, não é a mesma coisa. A intolerância alimentar pode demorar até alguns dias para começarem a surgir, se manifestando através de problemas de digestão, por exemplo, além de ser mais comum que a alergia.



Já a alergia é caracterizada por uma reação imunológica, após a ingestão imediata de determinado alimento, como se o alimento em questão fosse um agressor, resultando em sintomas mais graves, podendo até mesmo causar risco de morte.

A pessoa com alergia não pode ingerir, nem tocar ou cheirar a mínima quantidade do alimento a que tem alergia.

Entre os alimentos com maior potencial de causar alergia alimentar estão o leite de vaca, os ovos, a soja, o trigo, peixes e crustáceos, além de reação a conservantes, corantes e aditivos também ser relativamente comum.

Entre os sintomas da alergia alimentar, destacam-se:

Sintomas respiratórios, gastrointestinais, ou na pele como urticárias, inchaço ou coceira, diarréia ou vômitos; Também chiados no peito ou rouquidão, ou até mesmo sintomas como queda de pressão, dificuldades para respirar e aperto no peito.



A alergia alimentar tem cura?

Uma vez diagnosticada, a alergia alimentar ainda não possui cura ou tratamento medicamentoso, possuindo somente medicamentos que tratam os sintomas durante as crises.

O certo é que se evite ao máximo o contato com o alimento em questão, de modo a evitar que novas crises ocorram. Importante ressaltar que o paciente esteja sempre atento aos ingredientes incluídos nos alimentos que consome.

E se você desconfia que pode ser alérgico a algum alimento, não hesite em buscar ajuda médica e realizar os devidos exames. 




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário