scorecardresearch ghost pixel



FGTS emergencial de até R$ 1.000: quando começa?

A proposta de liberar o FGTS de forma emergencial ainda vem sendo estudada pelo governo. O valor máximo pode chegar a R$ 1 mil.



Os trabalhadores brasileiros aguardam ansiosos pela liberação do saque de R$ 1 mil das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de forma emergencial. A possibilidade vem sendo estudada pelo Ministério da Economia. A princípio, a liberação ainda não tem data para acontecer.

Leia mais: Governo aprova concessão do Auxílio Brasil, Vale-Gás e Tarifa Social ao mesmo tempo

O dinheiro é esperado por mais de 40 milhões de trabalhadores que poderão sacar os recursos.

Apesar das especulações, o Ministério da Economia ainda não deu muitos detalhes sobre o uso do FGTS. O que se sabe é que os valores liberados podem chegar a R$ 1 mil por trabalhador.



FGTS emergencial

A medida vem sendo estudada como forma de movimentar a economia do país, segundo a estimativa do Ministério da Economia. A tentativa é também reduzir o número de inadimplentes. Isso porque a previsão é de que os recursos liberados sejam usados para pagar parte das dívidas dos brasileiros.

A previsão era de que o FGTS emergencial fosse avaliado pelo presidente, Jair Bolsonaro, logo depois do Carnaval. Mas, por enquanto, nada está definido.

O que se sabe até então é que o pagamento será de valores entre R$ 500 e R$ 1 mil, e que a liberação deverá ser feita de acordo com os meses de aniversário de cada trabalhador. Além disso, o saque do FGTS de forma emergencial poderá ser feito das contas ativas e inativas.



Apesar de todas as especulações, o anúncio oficial ainda não foi feito pelo governo.  Dessa forma, o saque do FGTS terá que ser liberado por meio de uma medida provisória.

O assunto segue dividindo as opiniões de especialistas. Enquanto alguns apoiam a ideia, outros acreditam que será um direcionamento errado dos valores do fundo, que deveria servir para a segurança do trabalhador demitido sem justa causa.




Voltar ao topo

Deixe um comentário