scorecardresearch ghost pixel



Kwid elétrico deve ter autonomia de 321 km com uma carga

Descubra o que se sabe sobre o novo Renault Kwid elétrico. O lançamento do veículo está previsto para acontecer no segundo semestre deste ano.



A Renault deve anunciar, em breve, o novo Kwid em sua versão elétrica E-Tech. O subcompacto da marca francesa faz sucesso entre os carros populares no Brasil desde que foi lançado. A versão movida à eletricidade será pioneira da Renault em território nacional entre os pequenos e compactos. O novo Kwid elétrico terá construção igual ao do seu “irmão” asiático City K-ZE. No entanto, a marca prometeu um motor mais potente para o modelo brasileiro, além de novo conjunto de baterias.

Veja também: É melhor abastecer com gasolina ou etanol? Entenda como calcular

Para quem não está familiarizado, vale a pena explicar que o Kwid elétrico possui alguns “irmãos gêmeos” pelo mundo. Trata-se do modelo chinês City K-ZE, já mencionado acima, mas também do Dacia Spring e do Dongfeng EX1. Basta dar uma breve olhada no design de cada um para ficar sem perceber grandes diferenças.



Kwid elétrico poderá fazer 321 km com apenas uma carga completa

De acordo com as especificações técnicas do modelo EX1 Pro, da Dongfeng, a capacidade de autonomia será de 321 km. Isso ocorre com o carregamento completo das baterias, que somadas oferecem 26,8 kWh. A potência é ligeiramente menor do que os originais 27,4 kWh, porém o desempenho continua satisfatório, mas com mais economia.

A comparação se dá com o EX1 Pro, já que ele deve ser o mesmo carro que receberá o nome de Kwid E-Tech no Brasil. A expectativa é de que no segundo semestre deste ano (2022) os consumidores já possam comprar o novo Renault Kwid elétrico.



Kwid E-Tech deve ser o elétrico mais barato do Brasil

Outra promessa da montadora é a de que o Kwid elétrico seja o carro mais barato de seu segmento no país. Dessa maneira, o concorrente direto do subcompacto será o JAC e-JS1, o qual ocupa o posto atual como elétrico mais em conta.

Ainda não existem muitos detalhes sobre a versão e-Tech revelados pela Renault, contudo, a marca diz que o design não deve se diferenciar do atual. Talvez alguns acessórios possam ser colocados a fim de gerar identidade, mas nada muito refinado.




Voltar ao topo

Deixe um comentário