scorecardresearch ghost pixel



WhatsApp quer convencer americanos a parar de enviar SMS; entenda o porquê

WhatsApp investe pesado em propaganda para ganhar público americano, que possui preferência por SMS. Entenda o que está acontecendo.



Aqui no Brasil, o WhatsApp chegou inovando e hoje é o aplicativo de mensagens mais utilizado pela população. Porém, ao contrário do que se pensa sobre a liderança do Meta no mundo, os Estados Unidos nunca se renderam ao mensageiro. Os Estados Unidos é o país que mais utiliza a tecnologia de mensagens SMS no mundo, tecnologia essa que existe há 30 anos.

Veja também: Conheça 5 apps que ajudam a fugir da alta no preço da gasolina

Além disso, estima-se que menos de 20% da população americana utilize o mensageiro da gigante de Mark Zuckerberg.



Por que os americanos não gostam do WhatsApp?

Quando a tecnologia para enviar SMS foi lançada, ainda era tudo muito caro. Porém, com o tempo e com o avanço das tecnologias, a concorrência obrigou as operadoras a se adaptarem e a incluírem as mensagens SMS de forma gratuita nos planos.

Na época, foi uma solução muito satisfatória para os americanos, que acabaram criando o hábito de mandar SMS, hábito esse que eles não pretendem mudar. 

WhatsApp investem pesado para conquistar público americano

Apesar da clara preferência dos americanos pela mensagem SMS, o WhatsApp está se dedicando a mudar isso. A plataforma tem investido pesado em propaganda na tentativa de conquistar clientes pela brecha da falta de privacidade do SMS, e chegou a criar um comercial bem sugestivo onde um carteiro entrega cartas e pacotes abertos aos destinatários, antes de dizer para eles que “todo texto que você envia é tão aberto quanto suas cartas”.



O fato é que, a falta de criptografia ponta a ponta no SMS é um problema que o americano quer resolver. O desafio é que ele não acredita que o WhatsApp possa resolver isso para ele.

Os escândalos envolvendo o Facebook e seus aplicativos parceiros deixaram muitas dúvidas sobre se realmente a empresa respeita a privacidade do usuário e até que ponto isso acontece.

Pode ser que em algum momento os americanos acabem se rendendo aos benefícios do mensageiro mais famoso do mundo, porém conquistar esse espaço não vai ser nada fácil para a plataforma.




Voltar ao topo

Deixe um comentário