scorecardresearch ghost pixel



Preços da Netflix geram perplexidade entre assinantes na internet

Usuários do Twitter demonstraram indignação com os preços da Netflix a respeito de três pacotes. O básico oferece apenas 480p de definição de imagem, por exemplo.



Os usuários da Netflix começaram a se revoltar com algumas medidas tomadas pela plataforma. Se antes, tudo o que a empresa fazia era aplaudido de pé, parece que eles estão pecando no quesito “experiência do usuário”. Os preços da Netflix começaram a subir lentamente nos últimos anos. O resultado é um descontentamento geral nos dias atuais.

Veja também: Utilidade: 7 melhores extensão para o Chrome em 2022

Preços da Netflix geram revoltas de usuários

A Netflix aumentou o valor de sua assinatura há pouco tempo, ainda no mês de agosto de 2021. Na época, diversos usuários reclamaram, mas no geral a mudança foi aceita sem muitos problemas pelo público.



Um inscrito no Twitter resolveu abrir sua boca para criticar a Netflix diante de valores abusivos por serviços de baixa qualidade. O rapaz diz o seguinte: “Pleno 2022 e a Netflix tem a audácia de cobrar R$ 25,90 por resolução 480p!!!!!”. Na sequência, ele compartilha uma imagem com os tipos de planos, serviços e valores.

Para quem quiser uma imagem com qualidade 4K, o valor da assinatura sai R$ 55,90, enquanto a resolução de 1080p fica em R$ 39,90. Ainda assim, o Plano Básico oferece resolução péssima de 480p pelo valor de R$ 25,90.

Outro comentário, com a mesma imagem diz o seguinte: “a Netflix devia ter vergonha de oferecer uma resolução de 480px, simplesmente você não vê nenhuma empresa de boa qualidade oferecendo porcaria para os clientes”.

Concorrência pode impactar nos preços da Netflix

O que não faltam são mais comentários sobre o mesmo tema no Twitter e em outras plataformas de redes sociais. A verdade é que os preços da Netflix sofreram vários reajustes desde a época em que ela custava apenas R$ 9,90 e oferecia ótima resolução.



Nos Estados Unidos a empresa enfrenta o mesmo problema, inclusive. De acordo com as informações divulgadas até o momento, a Netflix deve subir entre US$ 1 e US$ 2 o preço da assinatura. Se o mesmo procedimento for aplicado ao Brasil, seria como se os planos ficassem entre R$ 10 e R$20 mais caros, em média. Dá para entender a insatisfação, uma vez que há menos de um ano os preços subiram significativamente.

Porém, ao invés de aumentar os preços, a Netflix decidiu baixar a resolução. Talvez esta seja uma forma de forçar os assinantes a contratarem planos mais caros ou de lidar com a concorrência. Afinal, a empresa queridinha do Brasil deixou de ser a única em seu ramo já faz tempo.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário