scorecardresearch ghost pixel



Quem recebe BPC está garantido nos pagamentos do vale-gás em abril?

Auxílio Gás tem entre seu público pessoas de baixa renda que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).



O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um programa assistencial que concede um salário mínimo por mês para idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. De acordo com as regras do Auxílio Gás, quem faz parte do BPC pode receber a ajuda bimestral para compra do gás de cozinha.

Leia mais: Quem trabalhou em 2020 pode sacar até R$ 1.212; veja como fazer

Além dessas pessoas, famílias inscritas no CadÚnico e com renda per capita familiar mensal de até meio salário mínimo (R$ 606) também fazem parte do público do vale-gás. Contudo, nem todos esses cidadãos terão acesso ao benefício em abril.



Neste mês, o vale-gás chegará a cerca de 5,4 milhões de famílias, número que está bem longe do total de brasileiros com direito a ele. De acordo com o Ministério da Cidadania, o plano é continuar adicionando mais gente à folha de pagamento da iniciativa a cada dois meses, mas isso pode levar algum tempo.

Prioridades

Outro impedimento para que os beneficiários do BPC tenham acesso ao dinheiro agora é que eles não são prioridade neste momento. A princípio, o governo escolheu pagar o auxílio apenas para quem está inscrito no Auxílio Brasil.

A seleção é feita de forma automática pela equipe da Cidadania e a inclusão de mais pessoas depende de disponibilidade orçamentária. Por esses motivos, ainda não há previsão de quando os integrantes do grupo serão contemplados com o vale-gás.

O BPC tem valor de um salário mínimo (R$ 1.212) por mês e é pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Pessoas com deficiência e idosos com mais de 65 anos pertencentes a famílias de baixa renda podem solicitar os pagamentos.



Vale-gás

O Auxílio Gás entrou em sua terceira rodada de pagamentos no dia 14 de abril e vai até o próximo dia 29. O programa tem repasses bimestrais e desta vez vai contemplar cera de 5,4 milhões de brasileiros com R$ 51 de parcela.

De acordo com as regras da iniciativa, o benefício deve equivaler a pelo menos 50% da média de preço nacional do botijão de gás de 13 kg, calculada nos últimos seis meses pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).




Voltar ao topo

Deixe um comentário