scorecardresearch ghost pixel



8 coisas que você não pode comprar com vale-alimentação

Existem vários produtos que não podem ser comercializados por meio do crédito em vale alimentação. Conheça quais são os 8 mais populares entre eles.



Muitos trabalhadores veem o Vale-Alimentação (VA) como um dinheiro extra que a empresa disponibiliza no mês. Na verdade, não é bem assim que o benefício funciona, já que existem produtos que não podem ser comprados com ele.

Veja também: Conheça as 3 frutas mais nutritivas para colocar no cardápio

Para auxiliar os trabalhadores, separamos alguns dos itens que não podem ser adquiridos por meio de VA. Ainda assim, existem estabelecimentos que usam ofertas tentadoras. A dica aqui é respeitar o que determina a lei para não acabar se dando mal no futuro.



Como funciona o vale-alimentação?

O vale alimentação tem uma função bastante clara: comprar alimentos da cesta básica. Ou seja, é possível comprar praticamente todo tipo de alimento no mercado, como itens perecíveis, grãos, congelados, industrializados, hortifruti, carnes etc.

Ainda assim, a quem utiliza o vale alimentação para outros fins. O problema é que a lei determina exatamente a função do cartão VA para as empresas e para os trabalhadores. Fugir dessa regra não é uma boa ideia.

Algumas alterações recentes na legislação preveem multas de até R$ 50 mil para empresas que forem flagradas desobedecendo as ordens. Não é raro encontrar postos de combustíveis que aceitam vale para abastecer veículos ou vender cigarros. No entanto, nenhum dos dois produtos poderia ser comercializado dessa maneira, por exemplo.



O que não é permitido comprar com o vale-alimentação?

Confira abaixo alguns dos produtos que não podem ser vendidos ou comprados por meio de vale alimentação. Tenha cuidado, pois se algum fiscal perceber o comércio ilegal, ambas as partes podem sofrer sanções. Assim, o que deveria ser uma vantagem pode gerar grandes dores de cabeça.

  1. Bebida alcoólica;
  2. Cigarros e produtos de tabacaria;
  3. Refeições prontas, seja em restaurantes, bares ou lanchonetes;
  4. Produtos de limpeza e de higiene pessoal;
  5. Eletrodomésticos e eletroeletrônicos;
  6. Cosméticos;
  7. Ferramentas;
  8. Talheres e utensílios de cozinha;
  9. Combustíveis (gasolina, etanol, diesel, GVN etc).




Voltar ao topo

Deixe um comentário