scorecardresearch ghost pixel



Auxílio-combustível de R$ 250 será pago ainda em 2022?

Benefício proposto na Câmara dos Deputados é voltado para cidadãos de baixa renda que dependem de um veículo para trabalhar.



O aumento nos preços dos combustíveis têm preocupado a população e levado milhares de brasileiros a terem que abandonar seus veículos. No caso de quem depende do carro ou moto para gerar renda, a situação está ainda mais complicadas, já que é impossível abrir mão do seu ganha-pão.

Leia mais: Prazo acabando: Postos têm 4 dias para mudar forma de mostrar preços dos combustíveis

Um projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados pode reduzir o impacto negativo desse aumento na vida de muitas pessoas. O PL 535/2022 propõe a liberação de um auxílio-combustível no valor de R$ 250 para milhões de pessoas.



O texto prevê o pagamento para famílias com renda per capita de até dois salários mínimos (R$ 2.424), especialmente aqueles que fazem parte do Auxílio Brasil. Serão contempladas as seguintes categorias de motoristas profissionais:

  • Taxistas;
  • Condutores de vans escolares;
  • Caminhoneiros;
  • Motoristas de aplicativo.

O valor previsto deve ficar na média de R$ 250, com repasse mensal, podendo haver reajuste de acordo com a variação dos preços dos combustíveis a cada seis meses.

Se for aprovado no Congresso Nacional e receber a sanção presidencial, a medida só deve sair do papel após outubro. O motivo é que a Lei das Eleições proíbe a criação de novos benefícios durante o ano eleitoral.



Petrobras reajusta o diesel

A partir desta terça-feira, 10, os preços do diesel vendido nas refinarias da Petrobras sofre reajuste de 8,8%. O aumento anunciado pela Petrobras eleva o valor do litro de R$ 4,51 para R$ 4,91.

A estatal afirmou que nova alta é resultado do balanço global de diesel, resultado de uma redução na oferta em relação à demanda. A empresa também citou estoques abaixo das mínimas sazonais em todo o mundo.




Voltar ao topo

Deixe um comentário