scorecardresearch ghost pixel



Pagar as contas em dia ganha mais peso no score da Serasa

Estar com todas as contas em dia é um alívio para as finanças e também garante uma boa pontuação no score da Serasa. Entenda os motivos.



No processo de análise de crédito, a consulta ao score do cliente é uma prática comum das empresas. A pontuação indica o comportamento financeiro de cada pessoa. Por isso ter uma boa reputação é tão importante. Pagar as contas em dia é o ponto principal para um bom score.

Leia mais: Nubank libera R$ 200 aos clientes por meio deste serviço; Confira qual é

O Score 2.0 está com um novo método de cálculo dos pontos. Vai de 0 a 1000, sendo que quanto maior a pontuação, maiores são as chances de ter o crédito aprovado no mercado.

Contas em dia no Score

De acordo com a Serasa, a nova forma de cálculo dá ainda mais atenção para as contas pagas em dia. É um peso maior na pontuação do score. O comportamento de cada pessoa fica registrado no Cadastro Positivo, sempre que ela está com as contas em ordem.



O Serasa define algumas categorias que são analisadas no cálculo do score. Sendo que cada uma delas tem um peso diferente no cálculo. Entre os critérios estão o histórico de dívidas, o pagamento de crédito e o tempo de uso desse crédito.

Ou seja, quem paga as contas em dia tem uma pontuação melhor. De acordo com a Serasa, o pagamento do crédito representa 43,6% da pontuação.

Pela pontuação do score é considerado excelente quem tem entre 701 e 1000 pontos. Tem score bom quem está com pontuação entre 501 e 700. É regular o consumidor com pontos entre 301-500. E considerado baixo que tem entre 0 e 300.



Algumas práticas ajudam quem deseja melhorar a pontuação no score. Para quem tem pressa é um pouco mais difícil, já que tais ações não são de efeito imediato.

Assim, para ter um bom score é essencial limpar o nome, pagar as contas em dia, e ter sempre os dados atualizados na Serasa. Outro detalhe importante é manter o Cadastro Positivo ativo. A consulta ao score é gratuita, no site da Serasa.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário