scorecardresearch ghost pixel



Selic a 12,75%: Veja quanto rende investir R$ 1.000 no Tesouro, poupança e fundo

Com subida de 1 ponto percentual da taxa básica de juros, veja como ficam os principais investimentos em renda fixa da economia.



Pela 10ª vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu aumentar a taxa Selic, que passou de 11,75% para 12,75% ao ano. Em sua 3ª reunião só neste ano, o Banco Central (BC) optou pela subida de 1 ponto percentual, anunciada nesta quarta-feira, 4.

Leia mais: Empréstimo Auxílio Brasil: Quando sai e quem poderá solicitar o benefício?

Nesse sentido, o cenário econômico se reconfigura mais uma vez, principalmente os rendimentos das principais aplicações em renda fixa, que mudam. Entenda a seguir!

Investimentos após alta da Selic

Estrategistas financeiros apontam para o CDB de banco médio como a melhor opção do mercado para quem quer ver o dinheiro render mais. A previsão considera o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) na casa dos 110%. O título é emitido em operações realizadas entre instituições bancárias.



 

Sendo assim, quem pensa investir R$ 1 mil em CDB, por exemplo, terá ao final de seis meses o valor de R$  1.052,54, considerando a Selic em 12,75% ao ano. O mesmo valor, se aplicado durante 30 meses, por outro lado, terá como resultado final o saldo de R$ 1.322,43.

Quem pensa investir na poupança deve saber que ela é a pior aplicação no momento. Os rendimentos que ela oferece a curso prazo transformam R$ 1 mil em R$ 1.036,19 e, a longo prazo, R$ 1 mil em R$ 1.194,56.

Com a Selic a 12,75%, quanto rende investir R$ 1 mil na poupança, Tesouro e fundo?

Veja a seguir o que muda com a subida da taxa básica de juros em relação aos investimentos, sobretudo aqueles voltados para a renda fixa. Os dados foram elaborados pelo estrategista da Casa do Investidor, Michael Viriato, para o CNN Brasil Business.

Confira:

Elaboração: Michael Viriato/Casa do Investidor



 

Agora, confira uma outra tabela que mostra os rendimentos em renda fixa, só que em porcentagem:

Elaboração: Michael Viriato/Casa do Investidor

 




Voltar ao topo

Deixe um comentário