scorecardresearch ghost pixel



2ª fase do ‘dinheiro esquecido’ em bancos será liberada em junho?

Sistema de Valores a Receber está suspenso há mais de um mês por conta da greve dos servidores do Banco Central.



Milhares e brasileiros encontraram dinheiro esquecido na primeira fase do Sistema de Valores a Receber (SVR) do Banco Central. Agora, o que muita gente quer saber é quando começa a segunda fase de consultas e resgates.

Leia mais: 4 estados onde vale mais a pena abastecer com álcool que com gasolina

A princípio, a próxima etapa começaria no dia 2 de maio, mas precisou ser adiada. Uma nova previsão para início em junho também surgiu, mas ainda não há nenhuma informação oficial sobre o assunto.

No portal criado para viabilizar as consultas, o BC informa apenas que elas “estão temporariamente suspensas para aprimoramento”. A instituição também afirma que divulgará “data de reabertura do sistema para novas consultas e resgate dos saldos existentes e informações sobre valores de falecidos” em breve.



O adiamento se deu por conta da greve dos servidores do Banco Central, que exigem reajuste salarial de 27%, dentre outras demandas. A paralisação ainda não tem data para acabar, o que significa que não é possível prever um prazo para o retorno do sistema.

Mudanças da 2ª fase

Cerca de R$ 246 milhões foram pagos a 2,85 milhões de brasileiros na primeira fase. O total previsto para liberação é de cerca de 8 bilhões, sendo metade em cada etapa.

Um das principais mudanças previstas para o sistema é a entrada de sete novas fontes de dinheiro esquecido além das que já fazem parte dele. Mesmo quem já encontrou valores deve fazer uma nova consulta, uma vez que pode acabar achando mais recursos de outras fontes.

Além disso, não será necessário agendar uma data para solicitar a transferência, como era feito até então. O usuário poderá acessar o portal, fazer a consulta com seu CPF ou CNPJ, e resgatar o dinheiro já no primeiro acesso.




Voltar ao topo

Deixe um comentário