scorecardresearch ghost pixel



5 alimentos que “roubam” a memória e que você provavelmente não sabe!

Evitar o consumo de alimentos que roubam a memória é essencial para manter a longevidade de nossa máquina cerebral.



A melhor maneira de reduzir riscos de doenças e manter o bom funcionamento do organismo é o controle alimentar. Fazer escolhas inteligentes nas opções colocadas no prato ajudam a fortalecer os neurônios, a melhorar a memória, o raciocínio e o foco, além de reduzir riscos de doenças cardiovasculares e Alzheimer.

Veja também: 9 alimentos calmantes que promovem uma noite de sono reparador

5 piores alimentos que prejudicam a memória

Alimentos processados

Sabe aquela batata frita, macarrão instantâneo ou a pipoca de micro-ondas, pois são alimentos altamente processados. São grandes fontes de calorias vazias, que não geram nenhum benefício à saúde, a não ser engordar e aumentar os danos à saúde do cérebro e riscos de síndrome metabólica.



Isso acontece porque são alimentos com alto teor de açúcar, gorduras e sódio. Estudos apontam que o consumo de tais alimentos está relacionado a perda de tecido cerebral e acúmulo de gordura visceral.

Fontes de gorduras trans

Essa gordura vegetal causa danos gigantescos à capacidade de memória, principalmente a gordura produzida no processo industrial. Porém, em termos científicos as conclusões são controversas. Alguns estudos associam a gordura de alimentos como salgadinhos de pacote, biscoitos recheados e outros similares, com o maior risco de Alzheimer e declínio cognitivo, enquanto outros, não identificaram associação do consumo de gordura trans e a saúde cerebral.

Contudo, o consumo não é recomendado, tendo em vista outros malefícios que o alimento pode provocar no organismo, como aumento do colesterol LDL, pressão alta, obesidade e diabetes.

Bebidas alcoólica

Beber com regularidade e sem controle é um grande risco, pois produz alterações metabólicas e interrupções dos neurotransmissores prejudicando a comunicação. Além disso, o álcool interfere na qualidade do sono e nas funções motoras.



Mas, nem todas as opções são prejudiciais à saúde, pois conforme especialistas, ingerir uma taça de vinho por dia ajuda a melhorar a saúde do coração e está associado à diminuição de riscos de diabetes.

Peixes contaminados por metais pesados

Apesar de ser um alimento fonte de proteína que teoricamente faz muito bem para nossa saúde, o alimento torna-se prejudicial, especialmente à saúde da memória quando contaminado por mercúrio.

Essa substância é extremamente nociva ao sistema neurológico, pode ficar armazenado durante longos períodos no organismo do animal, sendo esse também um risco para nossa saúde.

Os principais danos gerados no organismo quando se consome o alimento contaminado são perturbação do sistema nervoso central e neurotransmissores, além de problemas digestivos e no sistema imunológico.



Para evitar contaminação é preciso verificar a procedência do alimento, sabe-se que peixes como tubarões e peixe-espada tendem a ser os que contém maiores concentrações de metais pesados.

Bebidas industrializadas

Estudos relacionam o consumo excessivo de refrigerante e sucos industrializados a problemas de memória. Além disso, pessoas que consomem demasiadamente esses produtos têm três vezes mais chances de sofrerem de demência e Alzheimer.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário