scorecardresearch ghost pixel



Banco Central suspende saques e “esconde” R$ 4 bilhões

Segunda fase do Sistema Valores a Receber (SVR) é adiada novamente em razão da greve dos servidores do BC.



O Banco Central voltou a adiar o início da segunda fase do Sistema Valores a Receber (SVR). A nova etapa estava prevista para começar no dia 2 de maio, mas precisou ser adiada por conta da greve dos servidores da autarquia.

Leia mais: FGTS: último saque extraordinário de até R$ 1.000 é liberado; veja quem recebe

Cerca de 3,6 milhões de pessoas físicas e 19 mil empresas conseguiram encontrar dinheiro esquecido na primeira fase. O montante resgatado foi de R$ 336 milhões.

A próxima etapa contará com sete novas fontes de recursos que somam R$ 4,1 bilhões, de um total de R$ 8 bilhões previsto para ser devolvido. Enquanto o sistema segue parado, não é possível solicitar o dinheiro.



A grande mudança prevista em relação à primeira fase é que o usuário não terá que agendar uma data de retorno ao portal para solicitar a transferência do saldo. O resgate poderá ser feito logo na primeira consulta.

Greve no BC

A paralisação dos servidores do Banco Central começou no início de abril e segue por tempo indeterminado. A demanda principal inicialmente era de reajuste salarial de 27%, mas os funcionários decidiram reajustar o percentual para 13,5%.

Em assembleia realizada na quarta-feira, 14, os participantes aprovaram a continuidade da greve, segundo o Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central (Sinal).




Voltar ao topo

Deixe um comentário