scorecardresearch ghost pixel



Bolsonaro corre para dobrar vale-refeição dos servidores

Depois de desistir do aumento de salário da categoria, o governo tenta dobrar o valor do vale-refeição dos servidores, que hoje é de R$ 458.



Na tentativa de melhorar a sua imagem com os servidores públicos, a equipe do presidente Jair Bolsonaro corre contra o tempo para reajustar o vale-refeição. O desgaste com a categoria foi maior depois que o Governo Federal desistiu do aumento no salário dos profissionais.

Leia mais: Redução do ICMS: quais serão os efeitos no preço do gás de cozinha?

O projeto de lei para o reajuste no vale-refeição deve ser enviado em breve pelo Ministério da Economia. A apuração foi feita pelo Estadão/Broadcast. A informação é de que o projeto já está pronto e logo chegará ao Palácio do Planalto.



Vale dos servidores públicos

Depois disso, o projeto irá para o Congresso.

Para aumentar o valor do vale dos servidores públicos, o governo precisa que o projeto consiga alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), pois essa é a lei que impede que sejam feitos aumentos nos benefícios durante esse ano.

Em ano eleitoral, os projetos anunciados pelo governo mais parecem uma tentativa de melhorar a imagem com os servidores, principalmente porque a negativa de aumento do salário contrariou e muito categoria na época.



Mesmo que o governo tente se apressar para que o reajuste no vale dos servidores públicos seja feito, é grande a chance de que as medidas não sejam aprovadas dentro do prazo exigido para um ano de eleição.

A oposição critica a fonte dos recursos para o aumento do benefício aos servidores. Caso o texto seja votado e aprovado a tempo, a equipe econômica terá de cortar outras despesas para dar conta de ficar dentro do teto de gastos.

O vale-refeição dos servidores públicos atualmente é de R$ 458.

Em entrevista, o presidente Jair Bolsonaro disse que o projeto pretende dobrar o valor do benefício.




Voltar ao topo

Deixe um comentário