scorecardresearch ghost pixel



Gasolina cara: compensa converter o carro a gás para fugir dos preços altos?

Para fugir dos altos preços da gasolina, muitas pessoas se perguntam se vale a pena passar o carro a gás. Descubra como chegar a uma resposta para essa dúvida.



O número de pessoas que converteram o carro a gás aumentou no Brasil. Desde 2021, com a alta dos preços da gasolina, muitas pessoas decidiram que usar o Gás Natural Veicular (GNV) seria mais vantajoso. Entenda se compensa e quais pontos devem ser levados em consideração.

Veja também: Final da placa é importante na hora de comprar um carro? Veja o que diz pesquisa

Como saber se vale a pena passar o carro a gás?

Ao realizar a adaptação do veículo para o sistema GNV é importante atentar-se para alguns pontos. Um deles é a taxa de compressão do motor do seu carro antes de fazer a conversão a gás.

Outro ponto a ser levado em consideração diz respeito aos veículos movidos à gasolina. Apesar da economia, o desempenho desses carros quando adaptados não costuma ser dos melhores. O problema está na baixa taxa de conversão. Veículos flex ou movidos a etanol apresentam uma melhor adaptação ao sistema.



Contudo, é preciso lembrar que o litro da gasolina chegou a passar de R$ 8 em alguns estados. Transformar a propulsão do carro a gás começou a se tornar uma saída interessante. Saiba que a taxa mínima de compressão para obter bom desempenho é de 13:1. Alguns automóveis podem demonstrar taxas de 8:1 e 10:1, que são insuficientes.

É preciso, portanto, analisar qual é a melhor saída e entender se o kit gás vai resolver seus problemas.

O carro a gás é mais econômico?

Embora algumas situações não sejam animadoras, a economia costuma ser compensatória. A Comgás afirma que a economia pode atingir 50% na comparação com etanol e gasolina.

Claro que essa economia varia de acordo com os preços do GNV e dos combustíveis. Porém, no geral, a conversão costuma ser uma boa saída para economizar.

Além do mais, é importante se atentar para algumas normas previstas em lei. Por exemplo, os proprietários de carros com kit gás devem fazer vistoria anual. Para isso, é preciso encontrar uma oficina autorizada pelo Inmetro e pela Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran).




Voltar ao topo

Deixe um comentário