scorecardresearch ghost pixel



Novo recorde: gasolina e diesel ‘explodem’ com alta nos preços

Subida desta semana em comparação à anterior é de 9,58%. Aumentos são reflexo dos últimos reajustes anunciados pela Petrobras.



A Agência Nacional de Petróleo (ANP) trouxe em sua nova pesquisa dados desanimadores a respeito dos aumentos nos preços dos combustíveis. No caso do diesel, houve uma elevação pela terceira semana consecutiva. A gasolina, mesmo após o recuo do último levantamento, também voltou a subir de preço.

Leia mais: Novo reajuste: teto do ICMS dos combustíveis terá efeito nas bombas?

Informes da agência mostram que o preço médio do diesel subiu de R$ 6,906 para R$ 7,568, considerado o maior já verificado em pesquisas feitas pelo órgão regulador. A alta desta semana em comparação à anterior é de 9,58%.

Houve também a verificação de um patamar recorde na gasolina, que chegou a 2,18%. Nas bombas, o valor médio do combustível aumentou de R$ 7,23 para R$ 7,390.



Reflexo nos aumentos

Essa subida nos preços em postos de todo o país, e o consequente impacto no bolso dos motoristas, é reflexo de um reajuste nos combustíveis anunciado pela Petrobras na semana passada.

Desde o dia 18 de junho, a gasolina subiu de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro nas refinarias (aumento de 5,18%), enquanto o diesel passou de R$ 4,91 para R$ 5,61 (reajuste de 14,25%).

Apesar das últimas mudanças, segundo a Abicom, formada por importadores, os preços dos combustíveis no Brasil seguem defasados. Neste caso, a diferença, no caso da gasolina, pode ser de R$ 0,34 ou 8% por litro, enquanto que para o diesel de R$ 0,61 ou 10% por litro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário