scorecardresearch ghost pixel



Saque triplo PIS/Pasep é liberado em junho; veja quem pode receber

Milhões de trabalhadores beneficiários não sabem que possuem dinheiro "esquecido" no programa. Consulte o saldo e saiba como sacar.



Com a alta da inflação e, consequentemente, dos preços de produtos e serviços, a chegada de um dinheiro extra na conta é sempre bem-vinda. E muitos brasileiros podem ter acesso a quantias esquecidas do abono salarial PIS/Pasep, mas sequer fazem ideia disso.

Leia mais: Abono salarial ano-base 2019: saiba como sacar o PIS/Pasep de até R$1.100

Em junho, por exemplo, estão disponíveis para resgate até três tipos de PIS/Pasep. Os valores variam de acordo com a modalidade e podem chegar a cifras vantajosas, acima dos R$ 3 mil. O saque triplo do abono salarial consiste em: saque PIS/Pasep ano-base 2020, saque PIS/Pasep ano-base 2019 e saque das cotas do PIS/Pasep.



Saque PIS/Pasep 2020

Os recursos do programa são destinados aos cidadãos que trabalharam por pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2020, receberam em média até dois salário mínimos mensais e que tinham inscrição no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos. Além disso, os dados do trabalhador deveriam estar atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS/eSocial).

O calendário de liberações desta rodada já foi encerrado. No entanto, os beneficiários tem até o dia 29 de dezembro para sacar quantias entre R$ 101 (valor mínimo) e R$ 1.212 (valor máximo). Para saber se tem direito aos recursos basta baixar o aplicativo Carteira de Trabalhado Digital (disponível para Android e iOS).

Saque PIS/Pasep 2019

Outro grupo que deixou de sacar o abono no devido período é o dos trabalhadores que atuaram com carteira assinada no ano-base 2019. Assim como na modalidade anterior, as regras são as mesmas, com mudança apenas no ano de atuação.

O valor do benefício também é diferente, com quantias entre R$ 92 (valor mínimo) e R$ 1.100 (valor máximo). Além disso, nessa situação, o trabalhador também deve solicitar a reemisão de saque.



O processo para reaver os recursos “esquecidos” do abono 2019 pode ser feito destas formas:

  • Enviando um e-mail para [email protected], lembrando de trocar a sigla “uf” pela do estado em que o trabalhador reside; e
  • De forma presencial, com um documento com foto, em uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho.

A consulta ao extrato do benefício também está disponível no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. O prazo final para os saques vai até o dia 29 de dezembro de 2022.

Cotas PIS/Pasep

Por último, existe a modalidade de saque do abono para quem trabalhou com carteira assinada entre os anos de 1971 e 1988. Neste caso, a modalidade se aplica aqueles que não sacaram o benefício naquela época.

Em caso de falecimento do titular, tem direito ao benefício os herdeiros e dependentes. Neste, caso é necessário apresentar um documento de identificação pessoal válido, a certidão de óbito do trabalhador falecido, bem como outros documentos que podem ser exigidos.

A consulta ao saldo das cotas é feita por meio do aplicativo FGTS, que é para onde o dinheiro do programa foi enviado após a extinção do fundo PIS/Pasep. O prazo dado para saque do dinheiro pelos trabalhadores de direito vai até o dia 1º de junho de 2025.




Voltar ao topo

Deixe um comentário