scorecardresearch ghost pixel



Auxílio emergencial de até R$ 3.000 tem saque liberado este ano; consulte seu CPF

Valor retroativo se refere à diferença da cota dupla do programa, na época com valor máximo de R$ 1,2 mil.



Apesar do seu encerramento em outubro de 2021, o auxílio emergencial ainda continua sendo repassado a certas famílias brasileiras. Desta vez, os pagamentos acontecem na forma de compensação ao grupo de beneficiários que não recebeu o valor corretamente no ano de 2020.

Leia mais: Auxílio para quem acolher moradores de rua é aprovado; conheça o projeto

Estamos falando dos pais solteiros chefes de família, que são aqueles que cuidam dos filhos menores de idade sozinhos, sem a contribuição de companheira ou cônjuge. O valor retroativo se refere à diferença da cota dupla do programa, repassada apenas às mães solo na mesma situação há dois anos.



Qual o valor do auxílio emergencial retroativo?

Segundo a Caixa Econômica Federal, o valor repassado pelo programa depende da quantidade de parcelas recebidas pelos pais solteiros entre os meses de abril e agosto de 2020. Confira:

  • Aquele que recebeu 5 meses de benefício: R$ 3 mil;
  • Aquele que recebeu 4 meses de benefício: R$ 2,4 mil
  • Aquele que recebeu 3 meses de benefício: R$ 1,8 mil
  • Aquele que recebeu 2 meses de benefício: R$ 1,2 mil;
  • Aquele que recebeu 1 mês de benefício: R$ 600.

Nesse sentido, os valores então podem variar entre R$ 600 (mínimo) e R$ 3 mil (máximo). Veja a seguir como é feita a consulta para saber se está elegível ao saque do auxílio emergencial retroativo.



Como consultar o auxílio emergencial?

O saque do pagamento extra do auxilio emergencial em 2022 pode ser consultado de forma totalmente virtual, no site desenvolvido pela Dataprev – empresa de tecnologia da Previdência Social.

O acesso ao portal para a consulta do auxílio emergencial pede a verificação via conta Gov.br, no repasse do CPF e senha de acesso.




Voltar ao topo

Deixe um comentário