scorecardresearch ghost pixel



Governo prevê Auxílio Brasil de R$ 400 no orçamento de 2023

Enquanto os candidatos à presidência prometem a permanência do Auxílio Brasil de R$ 600 para 2023, a equipe do governo está prevendo que o benefício deverá voltar para os R$ 400.



Em meio a essa expectativa para a concretização do aumento do Auxílio Brasil para R$ 600 até dezembro deste ano, o secretário do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, disse que o governo deve prever o pagamento de R$ 400 de Auxílio Brasil no orçamento para 2023.

Leia mais: Auxílio Brasil: quem RECEBE a parcela de julho nesta TERÇA?

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro insiste em dizer que os R$ 600 serão mantidos no ano que vem também. Ou seja, ainda depois das eleições. As informações contrárias aguçam a crítica da oposição, que reafirma que o aumento do benefício é apenas uma jogada política de Bolsonaro, pois é candidato à reeleição.

Orçamento do Auxílio Brasil em 2023

A proposta com o orçamento do Auxílio Brasil para 2023 tem que ser enviada para o Congresso até 31 de agosto. Pela previsão anunciada pelo secretário do Tesouro e Orçamento, o valor deve ficar abaixo dos R$ 600 que o governo pretender pagar nesse ano, no período de agosto até dezembro.



O aumento do benefício de R$ 400 para R$ 600  foi aprovado no Congresso por meio de uma emenda constitucional. Apesar dos impedimentos previstos pela lei eleitoral, a PEC considera que o país vive um momento em estado de emergência, por isso o aumento foi permitido mesmo tão perto das eleições de outubro.

Mas como não há nenhuma lei que obrigue o governo a manter o aumento no valor do benefício, o Auxílio Brasil deve voltar para R$ 400 no orçamento para 2023. Ao menos é o que afirma Colagno. O anúncio geral foi feito pelo secretário do Tesouro e Orçamento durante uma entrevista coletiva.

Apesar de a PEC prever o aumento do benefício apenas até dezembro, o presidente Jair Bolsonaro tem dito nos últimos dias que irá manter o valor do Auxílio Brasil em R$ 600, caso seja reeleito. O valor mais alto para o benefício em questão também está presente no discurso do candidato Luiz Inácio Lula da Silva.




Voltar ao topo

Deixe um comentário