scorecardresearch ghost pixel



Golpe da Serasa: aprenda a se proteger da promessa de nome limpo

A promessa de limpar o nome em poucas horas, sem precisar pagar nada, é golpe. Criminosos estão usando o nome da Serasa para iludir os negativados com propostas quase irresistíveis. Veja como funciona.



Um golpe – que não é novo – tem feito mais vítimas no Brasil ultimamente. Os criminosos usam o nome da Serasa, prometem descontos atrativos e até limpar o nome em 24 horas. No fim das contas, as promessas não passam de mais uma forma encontrada pelos golpistas de roubar dinheiro e dados das vítimas com o golpe da Serasa.

Leia mais: Serasa: quer limpar o nome sujo? Siga essas dicas certeiras

Os criminosos criam anúncios que prometem limpar o nome dos endividados até mesmo sem pagar as dívidas. Mesmo fora dos canais oficiais da Serasa, muita gente se deixa levar pelas ofertas milagrosas e acabam se vendo com um prejuízo ainda maior.

Golpe da Serasa

Para aplicar o golpe da Serasa, os criminosos pedem o CPF das vítimas. Depois disso, os golpistas conseguem a relação de dívidas da pessoa. É a partir de então que eles fazem as propostas com descontos altos e quase irresistíveis.



Os consumidores devem desconfiar sempre! A Serasa não entra em contato sugerindo a renegociação de dívida, além disso, um outro fator é que o órgão tem um portal oficial com todos os meios de contato reais e com conteúdo de orientação, logo não se aproximariam das pessoas de outra forma.

A Serasa tampouco indica PIX para pagamento das dívidas. Boletos são gerados conforme a proposta de renegociação feita dentro da plataforma oficial. Todos os boletos têm a marca Serasa, além do nome da instituição onde a pessoa contraiu a dívida.

E vale também a velha dica: sempre desconfie de propostas que limpam o nome tão rapidamente. Principalmente se o anúncio indicar que o consumidor não precisa, de fato, pagar nada por isso.

Afinal, se fosse tão simples ficar com o nome limpo, o Brasil não teria um número tão alto de endividados, certo? Atualmente são mais de 12 milhões de indivíduos inadimplentes.

A orientação para quem for vítima do golpe da Serasa é procurar a polícia o quanto antes e registrar um boletim de ocorrência. Se a pessoa conseguir provar que foi vítima por vazamento de dados por parte de outra empresa, ela pode ser indenizada.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário