Concurso Receita Federal 2019: Novo pedido contempla 5 mil vagas!

Certame é um dos mais esperados, já que os vencimentos iniciais podem ser de até R$ 20 mil. Acompanhe todas as atualizações!

Apesar de seguir em análise no Planejamento, o concurso da Receita Federal foi pauta de muitas notícias no segundo semestre de 2018. Entre as mais notórias, a saída da Esaf como banca organizadora, o aumento da solicitação de vagas e número crescente de aposentadorias no Ministério da Fazenda.

Mas, sendo assim, qual a situação do certame para 2019? Sem dúvidas, ele segue como um dos mais esperados. O que ainda não se sabe, é quando o Ministério do Planejamento vai dar o aval para  que o órgão comece seus preparativos. A única certeza é que o concurso Receita Federal 2019 é urgente e necessário.

Preparação antecipada: Conheça já a Apostila Receita Federal do Brasil – Auditor

Confira, logo a seguir, quais são as últimas atualizações, quais as possibilidades de que o regulamento seja liberado no decorrer do ano e um breve resumo sobre o conteúdo cobrado no último certame.

Concurso Receita Federal 2019

A negociação entre comissão interna e governo se arrasta desde 2017. Em função disso, acredita-se que os preparativos já estejam bem adiantados. Muitos especialistas defendem que a próxima seleção seguirá os moldes da última. Em 2014, o edital foi publicado cerca de 15 dias depois da autorização, tendo as provas aplicadas em 60 dias.

Apesar das informações recentes, sobre aumento na quantidade de vagas solicitadas, totalizando 5 mil, o pedido oficial conta com apenas 2.803. Dessas, 1.453 são para o cargo de analista-tributário e 630 para auditor-fiscal. Ambos exigem formação de nível superior em qualquer área de atuação.

Os vencimentos iniciais são um dos pontos mais atrativos do certame. Aprovados para auditor começam a carreira com salário de R$ 20.123,53, enquanto para analista, o valor é de R$ 11.693,24. Os dois já incluem o auxílio-alimentação, que é de R$ 458,00.

Além disso, a Receita Federal aguarda resposta para solicitação com 1.312 vagas em carreiras de nível médio, cuja responsabilidade é do Ministério da Fazenda. Entre elas, 904 são para assistente técnico-administrativo. A remuneração inicial do cargo é de R$ 4.137,97.

Caso o aumento no número de vaga seja confirmado, o pedido atual deve ser substituído por um novo.

Concurso Concurso Receita Federal

Concurso Receita Federal 2018: Quais foram os últimos andamentos?

Uma vez que a solicitação para o próximo concurso da Receita Federal foi feita em 2018, no decorrer do último ano ele foi um assunto muito discutido. A pauta foi uma das principais em encontros realizados com representantes do governo e sindicatos. Além disso, concurseiros seguem aguardando ansiosos.

Importante frisar que o pedido feito em 2018 reforça a solicitação de 2017. No final de 2017, depois de uma série de movimentações, os pedidos realizados ao Planejamento em 2017 foram arquivados. Não foi informado, até o momento, se o certame da Receita está entre eles.

De acordo com dados do setor de Recursos Humanos da Receita, hoje, para suprir a necessidade do quadro de servidores são necessários 1.453 analistas tributários, 700 auditores, 904 assistentes técnico de nível médio e 257 com formação superior.

Além disso, as aposentadorias são preocupantes. Quase 50% do total de servidores administrativos já estão em abono permanência. Ou seja, estão em condições de se aposentar e podem deixar o órgão a qualquer momento.

Essa configuração, apesar de ser alarmante, é um ponto positivo em relação a realização do concurso. O atual déficit de servidores não dá ao governo outra alternativa, se não conceder aval ao novo certame.

A informação sobre o aumento dos números da solicitação foi confirmada pelo Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (SindiReceita), após encontro com gestores do Planejamento. Caso o pedido seja integralmente atendido, serão 3 mil vagas para analista tributário e 2 mil vagas para auditor-fiscal.

Apesar das boas expectativas, hoje, o norte do Ministério do Planejamento é pela não abertura de certames. As exceções são casos urgentes, como os da Receita Federal, e recomendações do Ministério Público, por exemplo.

O que estudar para o concurso Receita Federal?

Ainda que autorização não tenha sido dada, a recomendação aos concurseiros é sempre a mesma: adiante os estudos! O concurso Receita Federal 2019 é um dos que que cobram o conteúdo programático mais extenso. Somado a isso, a concorrência é extremamente acirrada. Portanto, quando maior o tempo de preparação, maior as chances de aprender todas as matérias.

O último concurso para auditor-fiscal foi realizado em 2014. Na época, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e dissertativas. O programa de provas contou com as seguintes disciplinas:

Auditor-fiscal: Língua Portuguesa, Inglês ou Espanhol, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Administração Geral e Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Auditoria, Contabilidade Geral e Avançada, Legislação Tributária e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Para analista, a última seleção é de 2012. A prova seguiu a mesma estrutura, diferenciando apenas em algumas matérias.

Analista: Língua Portuguesa, Inglês ou Espanhol, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Administração Geral,  Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário,  Contabilidade Geral, Legislação Tributária e Legislação Aduaneira.

Veja outros detalhes sobre o certame acessando o Edital concurso Receita Federal 2014.

Nova organizadora concurso Receita Federal

Nos últimos anos as provas dos concursos da Receita Federal foram elaboradas pela Escola de Administração Fazendária (Esaf). Entretanto, uma notícia divulgada no início de outubro de 2018 deu uma reviravolta na situação, provocando dúvidas, e até mesmo, receio, em muitos estudantes.

Acontece que a Esaf deixou de ser a responsável pelas provas de concursos do Ministério da Fazenda. A medida está inserida em uma resolução aprovada pelo Comitê Estratégico de Governança do Ministério da Fazenda (CEG).

Contudo, vale a pena observar que a Esaf continuará responsável pelas demais etapas dos certames. Além disso, ficará responsável também por contratar e fiscalizar as empresas que se propuserem a realizar as provas teóricas.

Agora, a nova banca organizadora do concurso Receita Federal só será conhecida mediante autorização do Planejamento e realização de todos os trâmites para escolha da mesma.

Concurso Receita Federal 2019: Novo pedido contempla 5 mil vagas!
4.7 (93.33%) 6 votes
Voltar ao topo

Deixe um comentário