Como funciona um cartão de débito?

Diferentemente do cartão de crédito, a modalidade débito de um cartão apresenta outras peculiaridades. Descubra.

Com a alcunha de “dinheiro de plástico”, os cartões de débito são considerados produtos de pagamento que subtraem ou debitam automaticamente o dinheiro disponível na conta corrente ou poupança do usuário. 

Para fazer uma compra utilizando a ferramenta, basta inseri-lo na maquininha, digitar a senha de acesso e pronto. O pagamento será aprovado ou não (em caso de saldo insuficiente na conta vinculada). 

Mas afinal: Como funciona um cartão de débito?

Diferentemente do cartão de crédito, que exige limite pré-aprovado para sua utilização e permite que o usuário pague a compra cerca de um mês depois de realizada a transação, o cartão de débito funciona como “dinheiro vivo”, ou seja, o pagamento é feito na hora com o desconto do valor da compra do saldo total do consumidor.

Dito isso, para realizar uma compra utilizando o cartão de débito, é necessário ter a quantia disponível na conta vinculada à ferramenta, seja ela conta corrente, conta poupança, conta de pagamento ou de qualquer outra natureza que permita a função.

Vantagens de utilizar um cartão de débito

Ao utilizar a função débito de um cartão, o usuário poderá usufruir dos seguintes benefícios:

  • Maior aceitação comercial: boa parte das lojas e estabelecimentos aceitam os cartões de débito durante as transações;
  • Mais segurança na hora do pagamento: com um cartão de débito, o consumidor não precisa carregar altas quantias em dinheiro. Basta ter saldo suficiente em conta para a compra e pronto!
  • Processamento da compra é feita de forma rápida e fácil: sem a necessidade de preencher cheques ou aguardar o troco, por exemplo, faz com que a transação com o cartão na função débito ativada seja mais simples e descomplicada;
  • Fácil emissão: por utilizar o saldo vinculado à conta do titular do cartão durante a compra, os cartões de débito apresentam facilidade durante sua solicitação. Em compensação, os serviços de cartão de crédito conta com maior burocracia e renda mínima para a concessão.

Pagamento com cartão de débito recusado! Veja o principal motivo

Ao tentar utilizar o cartão na função débito e ter a transação recusada, o usuário certamente não possui limite equivalente ao valor da compra. Como explicado anteriormente, o desconto é feito automaticamente do saldo da conta e exige o valor disponível para a venda ser efetivada. Isso explica sua aproximação com a forma de pagamento em dinheiro físico.

Como última opção, o cliente pode utilizar o limite do cheque especial, caso o mesmo esteja habilitado para o pagamento com o cartão débito. Em contrapartida, é importante mencionar que os juros pela utilização do “especial” são considerados os maiores do mercado, sendo inclusive a principal causa do chamado “superendividamento”.

Comprar com o cartão de débito: É seguro?

Sim. Assim como no processo de compra com o cartão de crédito, a modalidade débito de um cartão também exige a digitação de senha, geralmente de quatro ou seis dígitos, dependendo do banco emissor. Isso faz com que o número de fraudes através da função débito ocorram em menor número. 

Há ainda a segurança em não ter que andar com dinheiro vivo para ir às compras. Basta garantir que existe saldo suficiente e pronto. A transação estará garantida. Em casos de fraudes ou roubo do cartão, o banco ainda pode cobrir as despesas por meio do seguro. Compras não efetuadas pelo cliente também devem ser restituídas ao usuário se comprovada a irregularidade.

Veja também: Descubra quando vale a pena utilizar o cartão de crédito

Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário