Concurso PRF 2018: Processo chega ao Ministro do Planejamento

O pedido de vagas para policial rodoviário federal encontra-se na mesa de Esteves Colnago, indicando breve publicação da portaria autorizativa.

Olha a portaria do concurso para a Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF) aí! O processo com a solicitação de vagas na carreira de policial rodoviário federal já tá no gabinete do ministro do Planejamento, Esteves Colnago. Com isso, fica próxima a publicação da autorização oficial do certame.

O pedido foi recebido pela Assessoria Técnica e Administrativa do gabinete nesta terça-feira (24). Trata-se de um dos passos finais rumo à divulgação da portaria em edição do Diário Oficial da União, o que pode acontecer nos próximos dias.

Mesmo sem, ainda, tem o aval oficial, a PRF andou com os preparativos do certame, incluindo elaboração do edital e processo de escolha da banca organizadora. O motivo do atraso na portaria, como será visto adiante, é a negociação de aumento do número de vagas ofertadas.

Pedido de 3 mil vagas

Inicialmente, a portaria autorizativa estava prevista para a segunda quinzena de junho. Mas, negociações de mais vagas junto ao Ministério do Planejamento provocaram o atraso na publicação.

A autorização extraoficial de fevereiro permite a oferta de 500 oportunidades mas, a corporação afirma que o quantitativo não é suficiente. Atualmente, o déficit de servidores na carreira de policial rodoviário é de quase 3 mil postos.

Apostilas preparatórias: Policial Rodoviário FederalAgente Administrativo

Sendo assim, tanto o diretor-geral da instituição, Renato Dias, representantes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais ( FenaPRF) pedem por mais vagas. Por isso, vêm tentando negociar com o governo o que inclui reunião, em junho, com o ministro da Segurança Pública, Raul Jugmann.

Na pauta, foram levantados pontos que justificam maior número de vagas para sanar a carência de servidores. A situação caótica é refletida nas unidades operacionais que apresentam funcionamento com baixo número de agentes, viaturas e equipamentos à disposição, postos paralisados e efetivo reduzido.

O diretor jurídico da FenaPRF, Tiago Arruda, apontou que a verba disponibilizada para a contratação de 500 novos é a mesma caso a oferta aumente para 1.000 vagas. Porém, o presidente da FenaPRF, Dovercino Neto, afirma que o ideal é a oferta de 3 mil vagas.

Concurso PRF

Concurso PRF 2018 ofertará 500 vagas para policial rodoviário federal, carreira que exige formação de nível superior com direito à remuneração inicial de R$ 9.931,57.

Anunciado em fevereiro, o certame deverá avaliar seus candidatos por meio de por meio de provas objetivas, discursivas, além de avaliação de títulos, capacidade física e médica. Os aprovados são matriculados no curso de formação, que tem duração de três meses, seguido de investigação social.

Voltar ao topo

Deixe um comentário