10 cargos e salários cobiçados na carreira pública; Salários iniciais de mais de R$20 mil!

Confira a relação de cargos, salários, atribuições e periodicidade dos postos públicos mais cobiçados entre os concurseiros.

A carreira pública é a ambição de muitas pessoas, principalmente em função garantia de estabilidade no cargo e os salários atrativos e vantajosos em comparação a iniciativa privada, além de possíveis bonificações ao longo da carreira. Sem contar que, boas vagas exigem apenas ensino médio completo.

Nessa perspectiva, existem cargos super cobiçados pelos concurseiros em razão de seu grande prestígio social e claro, os salários proveitosos, que vão 8 mil e 24 mil reais mensais. Veja a seguir os cargos mais almejados, seus salários, requisitos exigidos, bem como periodicidade dos concursos:

Procurador do Trabalho

Salário inicial: R$ 28.947,55 de acordo com o último concurso MPT.

Requisitos: Graduação em direito, e possuir no mínimo 3 anos de prática forense.

Periodicidade do concurso: “Geralmente, a cada dois anos” indica Giuliano Menezes, professor do site “Agora Eu Passo”.

O que faz?
Atua na regularização e mediação das relações entre empregados e empregadores. Além de fiscalizar e garantir as relações trabalhistas, no que se refere ao cumprimento das leis de trabalho, e também o impedimento de abusos trabalhistas quando há interesse público.

Juiz federal

Salário inicial: R$ 27.500,17, de modo que não exceda o teto constitucional dos Ministros do STF, de R$ 33.763,00.

Requisitos: Bacharelado em direito, e no mínimo, três anos de atividade jurídica comprovada.

Periodicidade do concurso: Divida em cinco regiões, a Justiça Federal Regional Federal realiza seus concursos em suas respectivas regiões.

“Nos últimos anos, têm ocorrido 2 ou até 3 concursos por ano e a tendência é que se mantenha assim, pois foram criadas centenas de varas federais e a renovação é constante por causa de aposentadoria de juízes antigos, por exemplo”, explica João Mendes, coordenador do curso Ênfase.

O que faz?

Tem por responsabilidade o processamento e julgamento dos feitos que tramitam na Justiça Federal comum, o que inclui causas que envolvem ou interessam a União e seus entes.

Juiz estadual

Salário: 22.797,33 reais (dados de 2016)

Requisitos: Ser bacharel em direito, com três anos de atividade jurídica até a data da inscrição definitiva, exercida logo após a conclusão do curso superior.

Periodicidade do concurso: “em regra uma vez ao ano”, esclarece Sergio Camargo, advogado e especialista em concursos.

O que faz: “materializa a atividade jurisdicional do Estado, sendo na prática a pessoa física que dá efetividade a uma das três parcelas da tripartição estatal: o poder judiciário. Julga conflito de interesses entre pessoas, das mais variadas espécies: privado vs. privado; público vs. público; entre pessoas físicas e pessoas jurídicas. Demanda grande bagagem de vida, ou experiência de vida, para ter condições de julgar a vida de outras pessoas”, explica Camargo.

Defensor público federal

Salário inicial: 24.298,40

Requisitos: Bacharelado em direito e comprovação de 2 anos de prática jurídica, podendo incluir o período de estágio ainda durante a faculdade.

Periodicidade do concurso: “os concursos costumavam ter um espaço de 2 a 3 anos entre um e outro. No entanto, a recente Emenda Constitucional nº 80 determinou que no prazo de 8 anos, a União, os Estados e o Distrito Federal deverão contar com defensores públicos em todas as unidades jurisdicionais.Em 2012 foram criados mais de 780 cargos de defensor público federal. Assim, haverá muitos concursos nos próximos anos”, João Mendes, coordenador do curso Ênfase.

Ademais, o último concurso de ingresso na carreira de Defensor Público Federal se deu em 2017 e contou com a organização do Cespe (atualmente Cebraspe).

O que faz?

Atua em orientação jurídica, promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita àqueles que não têm recursos suficientes para contratar advogado sem prejuízo do próprio sustento e da família.

Advogado da União

Salário inicial: R$ 21.014,49

Requisitos: Ser bacharel em direito com inscrição na OAB, além de dois anos de prática jurídica, valendo-se o período de estágio durante a faculdade.

Periodicidade do concurso: geralmente a cada dois anos, assim como João Mendes, coordenador do curso Ênfase indica.

O que faz: “o advogado representa a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo exercer as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo Federal”, explica Mendes.

Procurador da Fazenda Nacional

Salário inicial: R$ 21.014,49

Requisitos: Formação em direito, e ter no mínimo dois anos de prática forense.

Periodicidade do concurso:

“não há prazo definido, porém, normalmente vem ocorrendo a cada dois (02) anos”, esclarece Giuliano Menezes, professor do site Agora Eu Passo.

O que faz?

“exerce a defesa judicial da União Federal nas ações tributárias, bem como administra a Dívida Ativa da União Federal conforme art. 131, parágrafo 3º da Constituição Federal, cobrando o crédito tributário da União Federal, além da consultoria jurídica do Ministério da Fazenda”, diz Menezes

Procurador do Banco Central

Salário inicial: R$ 17.788,33

Requisitos: Formação em direito e no mínimo dois anos de prática forense.

Periodicidade do concurso: “não há prazo definido. Os últimos concursos vem ocorrendo a cada 3 anos”, esclarece Giuliano Menezes, professor do site Agora Eu Passo.

O que faz: Responsável pela defesa judicial do Banco Central, e também realiza consultoria jurídica à instituição.

Delegado da Polícia Civil

Salário: Varia de acordo com o estado. No Distrito Federal, a remuneração mensal pode chegar até R$22.000, com os reajustes de 2015. Já em São Paulo, o salário é R$ 8.700.

Periodicidade do concurso: “pode-se dizer que anual”, diz Camargo.

O que faz: O delegado exerce primordial etapa do efetivo exercício de polícia judiciária. “De acordo com o artigo 144 da Constituição, atua em segurança pública, preservação da ordem pública, apura infrações penais, que não militares, e assuntos ligados à incolumidade das pessoas, e do patrimônio das pessoas”, explica Camargo.

Auditor fiscal da receita federal

Salário inicial: R$20.123,53 podendo chegar até R$30 mil no topo da carreira.

Requisito: Possuir nível superior em qualquer área.

Periodicidade do concurso: “os concursos para auditor fiscal costumam ser lançados em média a cada 2 anos, com variações que dependem do número de aprovados de cada certame”, diz Dênis França, professor do site Questões de Concursos.

O que faz: “cuida do lançamento de débitos tributários, além das atividades de fiscalização dos contribuintes, com acesso aos recursos inerentes à verificação da regularidade do recolhimento dos tributos e também das obrigações tributárias acessórias” explica França.

Fonte: Exame 2016 (modificação de alguns dados, de modo a serem atualizados)

Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário