Comprar carro com cartão de crédito: Saiba como fazer o melhor negócio!

O cartão de crédito pode ser útil para facilitar a entrada ou para vender uma versão mais cara. Saiba como isso pode te beneficiar!

A compra de um automóvel próprio traz comodidade, conforto e praticidade aos indivíduos, haja vista que este proporciona um maior controle, de modo a suprir a necessidades dos mesmos. Assim, quanto mais prático for o processo de compra do veículo melhor. Nesse sentido, concessionárias costumam permitir o uso do cartão de crédito em casos específicos, de modo a acertar parte do valor em poucas parcelas.

Esta, é uma forma facilitada de por exemplo, optar por uma versão mais cara. No entanto, somente 10% do carro pode ser paga dessa maneira, de modo que parcela não possa ultrapassar o total de R$ 10 mil. Na grande maioria dos casos, as empresas não parcelam mais do que 10 vezes sem juros.

Segundo o professor Ricardo Teixeira, coordenador de MBA de Gestão Financeira da Fundação Getúlio Vargas, esta pode ser uma alternativa para aqueles que não possuem todo o dinheiro de entrada, no entanto, é necessário realizar um planejamento financeiro, de modo a avaliar “na ponta do lápis” o que sairá mais vantajoso no final.

Ao planejar-se, a quitação será feita aos poucos e sem apertos, além da possibilidade de acumular pontos do programa de fidelidade do cartão. “Como é uma compra de alto valor, pode fazer com que a pontuação cresça bastante”, explica Teixeira

Em relação ao limite, por ser uma compra mais cara e que levará alguns meses para ser quitada, o consumidor deve estar ciente de que boa parte do que antes ficara disponível, ficará bloqueado. Nesse sentido, uma alternativa pode ser aumentar o limite ou mesmo reduzir os gastos com este cartão.

Também é de suma importância estar atento quanto a cobrança de juros, se as parcelas são realmente isentas e se há outro tipo de taxa a mais. Junto a isso, é necessário considerar o “custo efetivo total”, sendo este, o valor que o cliente vai efetivamente pagar no final, subtraindo o valor à vista.

Ademais, colocando-se em um exemplo prático, em uma concessionária da Ford, o uso do cartão de crédito auxiliou um cliente a efetuar a compra de uma versão mais cara do veículo. Ao invés de optar por Ka Sedan SE manual, o cliente pode levar um Ka Sedan SE Plus 1.5 automático, por uma diferença de R$ 10 mil reais que foi parcelada no cartão em 10 vezes sem juros.

Com informações do Auto Esporte

Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário