scorecardresearch ghost pixel

SISU: Inscrições iniciam nesta terça-feira; 237 mil vagas por todo o país

O Sistema de Seleção Unificadas abre suas inscrições nesta terça-feira (21). Saiba como se inscrever e conheça outras oportunidades de bolsas.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificadas (Sisu) iniciaram nesta terça-feira, 21. Neste semestre, foram abertas 237 mil vagas para 128 instituições de ensino públicas. Vale lembrar que para se inscrever, é necessário que o candidato tenha feito o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2019, pois a partir dessa nota, será definida a classificação.

O prazo permanece aberto até a próxima sexta-feira, 24. Os resultados serão divulgados no dia 28 de janeiro e os aprovados poderão realizar suas matrículas entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro. Os que não foram aprovados poderão participar da lista de espera, se candidatando entre os dias 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

Aos inscritos na lista de espera, a chamada será feita pela própria instituição de ensino. Segundo o cronograma, essa convocação está prevista para ser realizada entre os dias 7 de fevereiro e 30 de abril.

SISU 2020: Como funciona?

A classificação no Sisu depende da nota que o candidato tirou no Enem. As inscrições já abriram nesta terça-feira (21) e para efetuar a ação, é necessário que o interessado acesse a página oficial do Sisu e ao realizar o login (com número de inscrição e senha do Enem), buscar o curso e universidade deseja se ingressar.

Na ocasião, será possível que o candidato escolha duas opções pela ordem de preferência. De acordo com as notas de corte parciais (que são divulgadas diariamente), o inscrito poderá mudar a escolha de curso.

SISU 2020: Nota de corte

A nota de corte, que só será divulgada a partir do segundo dia de inscrição, é uma referência para que o candidato possa monitorar a vaga que deseja. Durante o período de inscrições, o Sisu calcula essa nota uma vez ao dia.

Enquanto estão acontecendo as inscrições, os candidatos poderão consultar suas classificações parciais, de acordo com os cursos escolhidos. Esse ranking é criado a partir das notas de todos os inscritos em um mesmo curso e instituição de ensino.

Assim que passar o período de inscrições, a lista com os selecionados é divulgada. Com isso, será possível que o candidato saiba sua classificação e o resultado final.

SISU 2020: Lista de espera

Caso o candidato não tenha sido aprovado na chamada regular, em nenhuma das opções de curso, ele poderá participar da lista de espera. Mas, para isso, é necessário manifestar interesse ao Sisu. Para isso, basta selecionar a opção que confirma o interesse em participar da lista de espera.

A convocação da lista de espera será realizada pelas próprias instituições de ensino. Por isso, é necessário que os candidatos estejam atentos. Além disso, é importante que o inscrito se certifique da confirmação na lista de espera. Na ocasião, será encaminhado um e-mail ao estudante.

Outras oportunidades

Se o candidato não foi aprovado no SISU 2020, será possível usar a nota para outros programas, como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Programa de Financiamento Estudantil (Fies). Confira os cronogramas:

Programa Universidade para Todos (ProUni)

  • Inscrições: 28 de janeiro a 31 de janeiro;
  • Resultados primeira chamada: 4 de fevereiro;
  • Comprovação de informações e processo seletivo das instituições (primeira chamada): 04 a 11 de fevereiro;
  • Registo no Sisprouni e emissões de termo (pelas instituições): 04 a 14 de fevereiro;
  • Resultados segunda chamada: 18 de fevereiro;
  • Comprovação de informações e processo seletivo das instituições (primeira chamada): 18 a 28 de fevereiro;
  • Registo no Sisprouni e emissões de termo (pelas instituições): 18 de fevereiro a 3 de março.

Programa de Financiamento Estudantil (Fies)

  • Inscrições: 05 a 12 de fevereiro;
  • Resultados (Fies e P-Fies): 26 de fevereiro;
  • Complementação da inscrição no Fies: 27 de março a 2 de março;
  • Complementação da inscrição postergada: 3 a 5 de março;
  • Lista de espera (Fies): 28 de fevereiro a 31 de março.

Além das duas opções citadas anteriormente, os candidatos podem se inscrever em instituições de ensino portuguesas. O INEP possui convênio com mais de 40 universidades de Portugal. No caso, é necessário que os estudantes consultem as seleções de onde têm interesse.

Leia também: As melhores dicas para concurseiros de primeira viagem!


Voltar ao topo

Deixe um comentário