38 milhões ainda não sacaram o FGTS; Veja se você tem direito

Lembrando que quem retirou os R$ 500 pode solicitar o saque complementar de R$ 498 caso tinha R$ 998 na conta até 24 de julho de 2019.

Segundo um levantamento da Caixa Econômica Federal, 37, 6 milhões de trabalhadores têm direito de resgatar até R$ 998 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Até dia 27 de janeiro o banco estima que R$ 27, 2 bilhões já haviam sido pagos a 58,4 milhões de trabalhadores.

Podem retirar até R$ 998 de conta ativa ou inativa, quem tinha essa quantia até 24 de julho de 2019, quando o governo federal anunciou medida provisória para liberação do recurso. Lembrando que, neste caso, quem retirou os R$ 500 pode solicitar o saque complementar de R$ 498.

No entanto, para quem tinha mais do que R$ 998, o limite continua sendo de R$ 500 por conta. O saque estará disponível até dia 31 de março de 2020 para todos os trabalhadores, após esse prazo, o dinheiro volta para o fundo.

Como sacar?

Quem tem Cartão Cidadão e senha pode fazer o saque diretamente no caixa eletrônico, quem não tem pode apresentar documento de identificação nas agências da Caixa.

Vale ainda reiterar que quem aderiu ao saque imediato não perde o direito ao seguro-desemprego em caso de demissão sem justa causa.

Como consultar o saldo do FGTS?

Consulte os valores disponíveis para saque do FGTS pelo link www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts. Abaixo da opção de saque imediato clique em “Acesse aqui”. Será solicitado o número do CPF ou NIS/PIS/Pasep, além da data de nascimento.

Pela página você também terá a opção de marcar se quer receber notificações sobre o FGTS no seu celular e ainda saber quais são os canais de pagamento.

Veja também: Ri Happy: Rede de brinquedos oferta 465 vagas de emprego

Voltar ao topo

Deixe um comentário