FGTS: Até R$ 998 estão disponíveis para 37 milhões; saques pelo aplicativo

Valores estarão disponíveis até 31 de março. Caixa oferece plataforma que permite transferir o dinheiro para outra conta, gratuitamente.

A Caixa Econômica Federal (CEF) informou que 59 milhões de trabalhadores já realizaram os saques-imediatos. No entanto, 37 milhões ainda sacaram os valores de até R$ 998 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Até o momento, já foram pagos R$ 27,5 bilhões do total de R$ 42,6 bilhões liberados.

As novas modalidades de saque foram liberadas em setembro de 2019, por meio de medida provisória. No caso do saque-imediato, os valores foram creditados nas contas dos correntistas da Caixa. Demais trabalhadores tiveram os valores disponibilizados para saques nos vários canais de atendimento do banco.

O pagamento seguiu um cronograma de acordo com o aniversário do trabalhador. Com o fim do calendário, quem ainda não sacou o dinheiro, independente do mês em que nasceu, tem até o dia 31 de março retirar os recursos. Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornam para as contas do FGTS.

Saque Digital

Com o intuito de garantir mais facilidade e praticidade aos trabalhadores, a Caixa disponibilizou a opção de saque do FGTS 100% digital. O serviço está disponível para todas as modalidades previstas em lei.

Por meio da ferramenta gratuita, o saque do FGTS pode ser feito integralmente. A atualização do aplicativo já está disponível para dispositivos Android e, em breve, para iOS.

Ao fazer a solicitação do saque pelo app, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo. A ferramenta ainda permite:

  • Consulta de valores liberados para saque;
  • Upload de documentos;
  • Acompanhamento das etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para o saque;
  • Consulta de saldo e o extrato das contas do FGTS;
  • Adesão à sistemática de saque-rescisão ou saque-aniversário;
  • Cadastramento do serviço SMS; e
  • Seção com as dúvidas mais frequentes.

Valor dos saques

Inicialmente, o valor disponível para saque era de até R$ 500. Em dezembro, o Governo Federal permitiu que o valor dobrasse para R$ 998. Os recursos estão disponíveis para contas ativas e inativas que, em 24 de julho de 2019, tinham mais de R$ 998. Quem possui mais de R$ 998 tem mantido o teto de R$ 500.

Por exemplo, quem tem duas contas, uma com saldo de R$ 1.000 e outra com saldo de R$ 2.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Caso tenha duas contas, uma com R$ 700 e outra com R$ 900, é garantido o valor integral de ambas: R$ 1.600.

Saques do FGTS

A fim de garantir ainda mais comodidade aos trabalhadores, em especial àqueles que não utilizam ou não têm familiaridade com serviços digitais, a Caixa oferece diversas formas para sacar o FGTS. Confira:

  • Valores de até R$ 100 por conta podem ser sacados em lotéricas, com uso de CPF e documento de identificação;
  • Valores de até R$ 998 por conta podem ser sacados em lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com uso de documento de identificação, Cartão Cidadão e senha.
  • Trabalhadores que não possuam Cartão do Cidadão podem sacar em caixas eletrônicos da Caixa, com uso do CPF. Em caso de saque na agência, é necessário apresentar documento de identidade com foto, número do CPF e senha.

Para agilizar o atendimento, a Caixa recomenda que o trabalhador leve, a qualquer local de saque, a sua Carteira de Trabalho.

Confira também: Dinheiro no bolso! Novo saque do FGTS permite retiradas todos os anos; Vale a pena?

Voltar ao topo

Deixe um comentário