Coronavoucher: Caixa prepara lançamento de conta digital para pagamento dos R$ 600,00

Pagamentos acontecerão mediante saque em uma das agências Caixa Econômica Federal ou casas lotéricas. Senado realiza votação do projeto nesta segunda, 30.

Foi definido na última quinta-feira, 26, o pagamento do pacote econômico emergencial a trabalhadores informais no valor de R$ 600,00 pelo período de três meses. A medida, que recebeu a alcunha de “coronavoucher”, ajudará financeiramente cerca de 24 milhões de brasileiros durante a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Serão beneficiados os trabalhadores com renda familiar mensal per capita de até  meio salário mínimo (R$ 522,00) ou com renda familiar de até três mínimos (R$ 3.135,00). No caso de mães monoparentais, ou seja, responsáveis únicas pelos rendimentos familiares, o valor pode chegar a R$ 1.200,00. Microempreendedores e beneficiários do Bolsa Família também fazem parte do grupo de direito.

Pagamentos

Os pagamentos acontecerão mediante saque em uma das agências Caixa Econômica Federal ou casas lotéricas. Isso porque a  estatal pretende oferecer um custo operacional menor, em que são estimados atendimentos de bancarização a 10 milhões de brasileiros por meio de ferramentas digitais.

As unidades lotéricas são uma outra opção. Elas deverão ser utilizadas para o pagamento aos trabalhadores correntistas Caixa ou não. Contudo, assim como adotado em outras modalidades de saques, pode haver restrições quanto aos valores e documentação exigida nas operações. 

Para as ações, a Caixa prepara o lançamento da conta digital, a ser anunciada após encerradas as votações do auxílio econômico.

Votação no Senado

Nesta segunda-feira, 30, o Senado Federal deve votar no fim da tarde o projeto de transferência básica de renda para trabalhadores informais e pessoas com deficiência na lista de espera de concessão do BPC pelo Instituto de Seguro Social (INSS). 

Em nota em sua conta oficial na plataforma Twitter, o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, anunciou a votação para hoje. Confira.

“Diante da importância e necessidade do repasse de 600 a 1.200 reais, por três meses, aos trabalhadores autônomos, o Senado Federal cumprirá o seu papel em nome do povo brasileiro e votará o projeto na próxima segunda-feira, por meio da votação à distância”.

Se aprovado pelos representantes do senado, o projeto passará pelas mãos do presidente Jair Bolsonaro para sua sanção e posterior aplicação. 

Leia ainda: Governo pode liberar tarifa de energia 100% gratuita por 3 meses durante o coronavírus

Voltar ao topo

Deixe um comentário