INSS solicita informações complementares para mais de 600 mil beneficiários

Em muitos casos, a espera é prolongada ou o pedido é indeferido porque o segurado não apresentou todas as informações necessárias para o pedido do benefício.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) solicitou a 625 mil beneficiários a apresentação de informações complementares para análise. Esses dados são necessários para que o cidadão possa receber benefícios como a aposentadoria ou pensão por morte.

Estima-se que atualmente existam 861 mil pedidos em análise no INSS aguardando alguma ação do seguro. Desse total, o Instituto já notificou 625 mil por telefone ou mensagem de texto.

O INSS começou a entrar em contato com os beneficiários no mês de julho, informando sobre a necessidade de resolver as pendências para atualizar as informações e liberar o benefício solicitado.

O próprio segurado pode verificar o andamento do processo pela internet ou por telefone. Basta acessar o aplicativo Meu INSS, e as notificações serão feitas automaticamente. Já por telefone, é necessário ligar para o número 135.

Tanto ao receber a notificação do INSS quanto nos canais digitais, o Instituto irá informar sobre os documentos e informações adicionais exigidas para dar continuidade ao processo.

Após solicitar algum benefício previdenciário, o segurado recebe uma resposta sobre o pedido em aproximadamente 39 dias. Entretanto, o prazo limite estabelecido pelo INSS é de 45 dias para concluir a análise.

Caso ainda não haja uma resposta após esse período, o solicitante precisa verificar junto ao Instituto se é preciso cumprir outras exigências. Em muitos casos, a espera é prolongada ou o pedido é indeferido porque o segurado não apresentou todas as informações necessárias durante o processo.

Como enviar as informações adicionais?

Devido à pandemia do coronavírus, o recomendado é enviar os documentos solicitados pela Internet ao invés de comparecer a uma agência do INSS.

O segurado deve acessar o site ou aplicativo Meu INSS e selecionar a opção “Agendamentos/solicitações”. Após localizar o processo no qual as informações deverão ser adicionadas, clique no ícone da lupa para ver mais detalhes.

A seguir, basta selecionar as opções “Cumprir exigência” e “Anexar arquivo” para enviar os documentos necessários para análise. O tamanho máximo para cada arquivo enviado é de 5 MB.

Assim que os documentos forem anexados, clique em “Confirmar”. Caso seja necessário, o segurado poderá prestar esclarecimentos sobre a exigência na opção “Responda aqui”. Para finalizar, confira se todos os documentos foram anexados e clique em “Enviar”.

Leia também: Benefício negado? Veja como recorrer da decisão no INSS durante a pandemia

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário